Skip to main content

Posts

Showing posts from October, 2006

Os segredos de caras

É muito interessante como em todo lugar onde exista uma sala de espera tem tb algumas edições da revista Caras. E todo mundo esconjura; eu inclusive! Mas é irresistível dar uma folhadinha e ver o novo namorado da Karina Bacchi, ou o pretinho nada básico da Sharon Stone, ou a família pathwork do cantor Seal e por aí vai...
Meu querido sobrinho Rafael ainda não sei como descolou uma promoção de 6 volumes da revista em nome da Helena. É claro que pra manter a pose eu torci o nariz e fui folhear o primeiro exemplar com todos os preconceitos a que tinha direito. Olhei uma vez, li uma coisinha aqui e outra ali e não é que a revista acabou a semana mais amarrotada que revista de cabeleireiro?
No final de semana foi o teste final: sabe aquela pessoa que abomina qualquer tipo de coisa popular??? Pois esta pessoa esteve na minha casa e folheou a revista da hora que chegou até o momento de ir embora!!! E com aqueles comentários típicos de leitor de caras:

"Nossa, como a Fulana está gorda. D…

Cada dia uma novidade

A mais nova do Eduardo é querer dormir na minha cama. A princípio eu me assustei e pensei que teria problemas mas ele só quer dormir mesmo: quando bate aquele sono irresistível a noite ele vem pedindo colo e dizendo que quer dormir na minha cama. Então eu digo: pode ir! E ele vai. Sozinho mesmo e no escuro, vai, se deita entre os dois travesseiros, se cobre e dorme. Quando eu vou dormir o levo pra caminha dele sem o menor problema!

Tudo por um lençol

Um pouco antes de me casar resolvi comprar um lençol bordado. Apesar de ser muito prática e gostar de coisas fáceis de lavar e DE PASSAR achei que um lençol bordado era imprescindível pra um enxoval! Um dia encontrei o dito cujo e mesmo sem abri-lo totalmente resolvi comprá-lo. O desenho era bem delicado e eu me apaixonei: comprei!!!
Mesmo com meu lençol bordado continuei sendo prática e desde que me casei uso sempre os maravilhosos lençóis metade algodão - metade poliester.
Esta semana, arrumando os armarios encontrei o tal lençol bordado. Que lindo!!! Até combina com a colcha que comprei há um tempo atrás!!! Coloquei na cama, claro!!!

Primeira noite: acordo com a luz acesa e o Sergio nervosíssimo tentando matar um pernilongo: - Como se não bastasse vc ter pegado todo o lençol pra vc ainda tem um pernilongo me picando e nem tenho o lençol pra me proteger.

Após matarmos o pernilongo: - Lena, vc está enrolada no lençol!

De manhã: - Passei frio a noite toda porque vc roubou o lençol várias …

Rapidinhas

Infelizmente ando sem tempo de passar por aqui. O pior é que já estou com sindrome de abstinência mas realmente nao tem dado tempo.


O Dudu parece que entendeu que ficar sem fraldas pode ser mais confortável e mais fácil. Ele ainda pede pra colocar fralda de manhã e de vez em quando um xixizinho básico vaza, mas tem ficado o dia todo de cuequinha e se lembrado de pedir pra ir ao banheiro. Agora, fralda é só pra dormir.


Já a chupeta não vai ser tão simples assim: mas pelo menos ele já sabe que pra brincar ou sair de casa tem que ir sem ela.

Outra coisa que é super legal nele é saber que no carro sempre tem que estar no cadeirão ou de cinto. Ele e a Helena sempre nos seus cadeirões e os adultos com cinto de segurança. Na casa da minha mãe, o carro fica sempre estacionado em outra rua e na hora de ir embora eu ou o sergio vamos buscá-lo. Agora o Dudu sempre quer ir tb e assim que senta no banco do passageiro ja fica esperando que a gente coloque o cinto nele. Eu não gosto muito da idéia de…

Depois da queda vem o renascimento

Estava vendo em um blog que visito uma "mãe fresquinha" falando dos seus cabelos que estão caindo juntamente com os do seu bebê. Nas minhas duas gestações aconteceu a mesma coisa: depois de uns dois meses tanto os meus cabelos como os cabelos dos rebentos começaram a cair. o meu cabelo caia em tal proporção que eu sempre me lembrava da novela laços de família, quando a mocinha fazendo quimioterapia passa a mão na cabeça e tira um monte de cabelos. Por mais ou menos 2 meses fiquei assim. Cada vez que passava a mão na cabeça saiam mais de 10 fios. De manhã era desesperador porque se eu me penteasse o chão, minhas roupas, a escova e tudo o que estivesse por perto ficavam cheios de cabelos. Se não passasse a escova pelo cabelo ficava com aqueles fiozinhos caindo aos pouco durante todo o dia. Desesperador! O cabelo das crianças foi mais tranquilo. Bom, o do Edu foi super tranquilo: era um cabelinho ralo e ligeiramente escuro que foi sendo substituído por um bem mais loiro. Já com …

Voar após uma tragédia

Uma tragédia como o acidente com o avião da Gol sempre causa muita comoção e um sentimento muito ruim mesmo em quem não conhecia ninguem ou nao tinha nenhuma ligação direta com os envolvidos. Nestes últimos dias após o acidente eu comecei a prestar mais atenção no céu e percebo cada avião que passa perto da minha casa, coisa que antes eu não percebia. Imagino que na casa da minha mãe vá ser muito pior porque fica bem na rota do aeroporto de Cumbica. Apesar deste leve desconforto eu nunca tive medo de voar e acho que continua sendo tranquilo pra mim entrar em um avião.
Agora, imagine uma pessoa que tem medo! Que fica mal humorada só de pensar que daqui há uma semana ou duas terá que viajar! Imagine esta pessoa tendo que pegar um avião da Gol 4 dias após o acidente! Pois este é o Sergio. Ele tem medo e sempre assumiu isto com a maior naturalidade; não gosta, não fica a vontade e prefere não voar. Imaginando como ele deve ter sofrido no voo que fez pra Curitiba eu acabei ficando mais preo…