Skip to main content

Começar de novo

No dia da viagem frustrada pra gramado eu fiz um teste de gravidez e deu positivo. Esta notícia foi a que salvou aquele dia tão atribulado e frustrante. Ficamos super felizes com a novidade e já começamos a planejar como seriam as coisas agora com três crianças. Infelizmente na segunda feira eu tive um sangramento e na ultrassonografia verificamos um saco gestacional sem embrião no seu interior. O médico sugeriu que eu repetisse a ultra-sonografia na próxima semana mas acha que realmente não estou mais grávida. Hj, eu mesma tenho certeza que não estou mais grávida mesmo porque tive o que eu diria ser um ciclo menstrual normal esta semana mas resolvi que ainda assim quero repetir a ultra-sonografia a semana que vem. Não gosto de situações indefinidas e que deem margem a dúvidas. pra virar esta pagina quero ver o meu útero vazio e ficar tranquila pra recomeçar.

Com toda esta situação eu acabei abandonando um pouco o blog e até parando pra pensar em como eu e o Sergio fazemos as coisas. Posso dizer que a nossa vida é um livro aberto e em geral a gente sempre conta tudo o que acontece pra todo mundo. Muita gente já sabia da gravidez e imagino que tenha sido uma decepção geral a perda do embriao e eu fiquei me perguntando se nao teria sido melhor não ter contado nada pra ninguem e ter esperado passarem estes três primeiros meses que têm alta probabilidade de dar problemas.
Pensei muito e acho que o jeito que fazemos as coisas é muito legal. Todo mundo participa da nossa vida e tem permissão pra se intrometer e dar palpites. Ainda que a gente não siga as opiniões sempre paramos pra pensar no que as pessoas falam e observamos muito outras familias, outras maneiras de fazer as coisas e tentamos copiar algumas coisas e fazer bem diferente outras. Todo mundo participa das alegrias e das tristezas e assim nunca ficamos sozinhos.