Skip to main content

A multiplicação dos brinquedos

Algumas pessoas criticam a mim e ao Sergio pela quantidade de brinquedos que as crianças têm. Outros reclamam que não deixamos opções pra presentearem os nossos filhos. Eu não sei, talvez a nossa filosofia esteja errada mas gosto de oferecer a eles todas as possibilidades de desenvolvimento e sempre procuro coisas novas que possam de alguma maneira desenvolver uma habilidade. Alem dos brinquedos didáticos, tb tentamos comprar alguns eletrônicos e pro Edu em especial muitos carrinhos porque ele adora, principalmente os caminhões e tratores.

O fato é que, também por filosofia nossa, todos os brinquedos ficam na sala e ao alcance dos dois. Eu tento ensiná-los a brincar com uma coisa de cada vez e a guardar um antes de começar a brincar com outro, mas nem sempre isso funciona e agora com a Helena engatinhando a toda velocidade e sem nenhuma responsabilidade a baderna fica completa.

Pra tentar conter um pouco a bagunça generalizada bem na sala de visitas eu comprei varias caixinhas e cestinhas e tento sempre guardar cada tipo de brinquedo em um lugar diferente: bloquinho de madeira com bloquinho de madeira, quebra-cabeça com quebra-cabeça, lego com lego e cada coisa em seu lugar. De certa forma funciona e pra alguns brinquedos dá muito certo.

Entretanto tem um conjunto de coisas que não se encaixa em nenhuma categoria e na hora de guardar sou obrigada a coloca-los juntos na mesma caixa ficando bonequinhos ganhados no MC Donald's junto com chocalhos, mordedores, bolinhas, dadinhos, caixinhas e um outro tanto de coisas que quando um deles se aproxima da caixa minha vontade é esconde-la.

E os didáticos brinquedos de pecinhas? São ótimos pra desenvolver a coordenação motora, a concentração e mais uma infinidade de habilidade, tanto na criança quanto nos pais que passam o dia montando quebra-cabeças e colocando pecinhas de encaixe em seus respectivos lugares pra verificar se não falta nenhuma.

Agora os meus "preferidos" mesmo são os maravilhos brinquedinhos musicais. Tenho duas figuras desta categoria que faz qualquer visita ir embora mais cedo sem precisar da vassoura atras da porta. São dois bichinhos super lindos ( um gatinho e um caracol) e tocam mais de 20 musiquinhas super conhecidas de todo mundo). Seria perfeito se não tivesse botoezinhos espalhados por todo o brinquedo e que toca uma musiquinha sempre que se encosta em um deles. Não tem nenhum botão pra desligar e uma vez apertado só para quando a musica acaba. Eu já aprendi os locais onde se pode pega-los sem perigo mas as crianças não tomam tanto cuidado e os mais desavisados acabam sempre esbarrando com aquelas pestinhas. Até na caixa de brinquedos é proibido mexer porque eles disparam ao mais leve toque. É o único brinquedo que os pais torcem pra pilha acabar logo.

Mas fiquem tranquilos por foto as musiquinhas não tocam.