Skip to main content

Luvas de boxe no lugar das mãos

Todo Natal é a mesma coisa: compras, árvore de natal, pisca pisca, ceia e lá vou eu, como todo mundo, preparar minha casa pra receber o bom velhinho. Como é uma época muito corrida, as lojas estão sempre cheias e não dá tempo pra fazer nada eu sempre tomo a decisão errada de fazer tudo em casa mesmo: eu mesma enfeito o pinheirinho natural, eu mesma embrulho os presentes e faço a decoração.

E todo Natal é a mesma coisa: eu vejo como sou péssima pra fazer estas coisas. Por mais que eu enfeite o meu pinheirinho sempre fica com aquela cara caidinha e sem graça; os presentes parecem que foram embrulhados com papel de pão e nunca consigo colocar os pisca piscas de um jeito que me agrade.

Passei a semana inteira brigando com a minha árvore de natal e tentando convence-la a ficar mais alegrinha mas está dificil; ela continua desengonçada e caidinha. Já procurei na internet modelos de árvores pra tentar copiar mas nada deu certo ainda. Agora decidi muda-la de lugar porque o banquinho onde a coloquei ficou simplesmente tenebroso com o papel que eu tentei colocar nele. Ainda tive a infeliz ideia de usar um papel de presente que eu tinha aqui em casa da Hello Kit vestida de papai noel: horrível.

O Eduardo nao cansa de dizer: essa arvores esta feia. Tudo bem que ele fala que tudo e todos são feios mas quando uma pessoa fala uma coisa que vc esta achando também acaba virando verdade absoluta e eu fico com vontade de jogar tudo fora e comprar uma daquelas arvores artificiais tipo guarda-chuva que vc abre na época de natal e não precisa se preocupar com mais nada. Com tanto trabalho e pouco resultado conseguido com essa minha arvore de natal acabei nem colocando luzinhas no lado de fora.

E eu fico lamentando ter ido direto pra primeira serie sem ter feito o pré-primario. Talvez se eu tivesse brincado um pouco mais na escola hoje eu conseguiria fazer um embrulho decente; pelo menos saberia embrular uma caixa quadrada!