Skip to main content

Maluquices de cidade violenta

Ontem fui à minha consulta mensal de pré-natal. No meio da conversa acabamos falando dos últimos acontecimentos violentos do Rio de Janeiro e da violência aqui em São Paulo também. Eu comentei com o médico sobre os meus temores (terrores) no trânsito e todas as estratégias que minha neurose vai criando pra proteger as crianças se algo errado acontecer.

- Quando estou dirigindo fico pensando em como soltar as crianças rapidamente; nao sei se saio do carro ou primeiro os solto dos cadeirões ... e fui citando os pensamentos que tenho e as alternativas que posso usar. E não é que não estou sozinha nas neuroses???

- Vc deve primeiro soltar as crianças sem sair do carro, tentar tira-los pelo banco da frente... disse o médico

E eu fiquei olhando pra carinha dele e pensando na maluquice que isto tudo está virando. Vc sai da sua casa pra dar uma volta, conhecer um lugar novo e ao invés de aproveitar o percurso, olhas as ruas, as construções, as luzes... não: vc vai se preparando para o pior e tentando encontrar uma maneira de sair com vida da situação.

- Se for um sequestro relâmpago tente ficar calma e faça tudo o que os marginais mandarem: não reaja.

- Se pedirem pra vc descer do carro, primeiro tire as crianças. Tente tira-las pelo banco da frente e nunca desça do carro sem elas: não reaja.

- Se for um tiroteio e vc não tiver como sair de perto rápido, pule para o banco de tras e fique sobre as crianças para protege-las.

- Se ver alguem suspeito próximo a sua casa quando estiver chegando, volte ou passe direto. Não pare!

- Se ver alguem suspeito vindo em sua direção, atravesse a rua ou entre em uma loja.

E assim vamos levando a nossa vida maluca: sempre atentos, sempre esperando o pior, sempre suspeitando de todo mundo, sempre desconfiados e inseguros. e principalmente: sem reagir!