Skip to main content

Surpresa no telhado

Como diz o ditado: " de perto, ninguem é normal", mas algumas pessoas extrapolam qualquer lógica e fazem coisas inimagináveis.

Minha vizinha do lado adora ouvir música alta e tem 3 cachorrinhos que adoram latir. Depois de muito stress por causa do som alto que me acompanhava o dia todo pela casa inteira acabamos entrando em acordo e ela maneirou muito com o barulho e passamos a ter uma convivência pacífica.

Infelizmente parece que ela não conseguiu entrar em acordo com o vizinho do outro lado e os dois vivem às turras diariamente com provocações recíprocas (ou não, ainda não sei). As vezes eu fico com medo que esta história não termine bem, mas o motivo do post foi minha surpresa de hj.

Estava eu tranquilamente passeando pela internet quando ouvi passos no forro da minha casa. Num primeiro momento a gente sempre pensa no pior: uma pessoa. Mas como me considero uma pessoa controlada rapidamente percebi que só poderia ser um animal. Fui falar com a Silvana (minha secretária do lar) e ficamos ouvindo a barulheira que o bicho não identificado estava fazendo lá em cima.

Peguei então uma escadinha, subi até a entrada do forro, abri a portinha de acesso esperando um gato, um pássaro, até um rato bem grande passou pela minha cabeça mas nunca um... cachorro. Isso mesmo!!!!! Um cachorro.

E quando subi no vitrô do banheiro pra conseguir ver melhor, vi que não era um cachorro e sim dois cachorros andando no forro da minha casa. Fiquei tão perplexa que nem sabia o que fazer. Um deles até se aproximou e eu poderia te-lo pegado mas com esse barrigão não achei nada prudente ficar me arriscando.

Bom, depois do susto inicial caiu a ficha de que os cachorros eram da vizinha e fui até a casa dela avisar e ela veio buscá-los. Foi super complicado porque ela é mais baixa que eu e teve ainda mais dificuldade pra alcançá-los mas no final conseguimos tirá-los de lá sem maiores problemas.

Segundo ela, o outro vizinho subiu na lage dela, pegou os cachorros e colocou-os em um vão que tem no meu telhado devido a telhas que o próprio vizinho quebrou quando entra no quintal dela e anda pelo nosso telhado.

Esta história me pareceu tão absurda quando imaginar que a dona de dois cachorros, que os trata super bem, seria capaz de colocá-los no forro da casa da vizinha para assustá-los ou sei lá o que. Até agora não consegui entender nada do que aconteceu e nem porque alguem teria interesse em prender os cachorros no forro da minha casa.

A vizinha ficou quase duas horas me contando coisas que o vizinho tem feito na casa dela. As coisas são tão absurdas quanto os cahorros no forro. Não sei se tenho vontade de rir ou de chorar mas me mantive no muro porque nestas brigas não dá pra tomar partido.

Eu só sei que no final da tarde minha rua ficou interditada por dois carros da polícia e minha irmã ouviu a vizinha dizendo ao policial: "eu vou mostrar o que esta acontecendo" e ela com alguns policiais entraram na casa dela. Eu não estava em casa e perdi esta parte da novela.

Quando cheguei a policia já tinha ido embora mas não demorou a voltar e quando sai pra acompanhar minha irmã até o portão, um policial veio me perguntar sobre a briga dos vizinhos e o que eu achava. Situação difícil né???? Eu, com meu barrigão, subi no muro e não tomei partido; disse que não conheço direito nenhum dos dois vizinhos (verdade), que acho que eles deveriam conversar pra resolver essas picuinhas (verdade, é o que eu acho) e falei pro policial que é uma briga tão maluca que hj tinham dois cachorros andando no forro da minha casa.

A reação do policial foi hilária: ele começou a rir e disse: "tenho pena da senhora; desculpe o incomodo".

O pior é que os dois vizinhos nunca tiveram amizade comigo; passavam pelo meu portão sem dizer nem bom dia. Agora não posso sair na rua que vem alguem me contar o que o outro fez e lá vou eu pra cima do muro com meu barrigão. Ouço tudo o que dizem, tento convence-los a procurar a outra parte pra conversar e é claro, não conto o que o outro me contou.

Se todo mundo tivesse dois filhos pequenos, uma barrigona se mexendo o dia inteiro e um monte de tarefas domésticas pra fazer, não teriam tempo de pensar em provocar o vizinho e todo mundo estaria feliz cuidando da sua vidinha.