Skip to main content

"Mãe, não quero ter filhos nunca mais"

Esta foi a frase que uma adolescente conhecida minha disse a sua mãe assim que se recuperou do parto normal sem anestesia (Hospital público na zona norte). E olha que ela passou apenas a madrugada e algumas horinhas da manhã em trabalho de parto. Mas acho que dou razão a ela. Se não tivesse a certeza da anestesia, certamente eu teria me contentado somente com o Eduardo porque não deve ser fácil mesmo, ainda mais pra uma adolescente que engravidou por descuido e não porque queria realizar o sonho de ser mãe.

Eu, em minha terceira gravidez, estou tranquila! Já marcamos a indução do parto para o dia 06 de agosto e apesar de saber a dor pela qual eu vou passar, sei também que o anestesista entrará em ação assim que o trabalho de parto evoluir e como mágica não sentirei mais nada.

Quanto à adolescente mamãe de primeira viagem, tenho certeza que vai pensar duas vezes antes de achar que gravidez só acontece com a filha adolescente da vizinha. Espero que ela também conte detalhadamente para as amigas esta experiência. Pode não ser a melhor maneira de se orientar uma adolescente mas pode ajudar algumas.

No futuro, com a pessoa certa, com a situação financeira certa, a maturidade, conhecendo as outras possibilidades para um parto menos traumático, ela vai acabar mudando de idéia e se aventurando em uma nova experiência de ser mãe.