Skip to main content

Seria cômico se não fosse trágico

Nada mais natural do que ouvir ali por volta das 19 horas o som de uma moto buzinando pra avisar o vizinho que sua comida chegou. O que não é natural é ver que a moto volta vários dias e fica com aquela buzina chata na frente da casa da vizinha tentando receber o pagamento. Mais chato que a buzina é quando o dono da pizzaria bate no seu portão pra pedir informações sobre a tal vizinha caloteira.

Primeiro foi o entregador do China in Box perguntando em que horário ele podia encontrar a dona da casa. Conhecendo a vizinha como ninguem o melhor é ficar em cima do muro, né?

Algumas semanas depois vem o proprietário da pizzaria que levou o calote perguntando sobre a vizinha e seu marido. Marido!!!!???? Mas ela mora sozinha!!!! A vizinha 171 falou pro coitado do motoboy que o marido ainda não tinha chegado e para ele passar mais tarde. Como paciência tem limite não dá pra deixar de aconselhar o homem a desistir e ficar com o prejuizo como aprendizado.

Agora, o que fazer quando ver chegando mais uma vítima na casa do calote???? É triste ver uma pessoa sendo feita de besta e não poder fazer nada. Pois a fulana não falou pro cara que tinha ligado pra pizzaria e combinado que pagaria a conta depois!!!!???? Quando o coitado do motoboy viu, já era tarde: ela apaga todas as luzes da casa e não abre a porta nem por decreto. O coitado ficou um tempão buzinando e depois gritando "paga o que deve caloteira". Até a polícia veio tentar alguma coisa mas foi tudo em vão. Ninguem viu a cara dela.

O que mais me impressiona é como uma pessoa que "paga" mais de R$1.000,00 de aluguel não tem R$20,00 ou R$30,00 pra pagar uma pizza. E se não tem porque pede? E mesmo depois do escândalo, da polícia, da maior baixaria, a fulana acorda no dia seguinte e sai na rua com a maior cara lavada, falando alto com os cachorros e agindo como se nada tivesse acontecido.

PS: Agora, enquanto eu escrevia este triste post bateram no meu portão novamente. Era o dono de uma lanchonete pra quem ela deve R$40,00. A bondade humana não tem mesmo limite e o rapaz queria saber se não era algum empregado que estava cuidando da casa e fazendo essa sacanagem. Infelizmente por algum problema genético nao tenho nenhuma trava na lingua e o aconselhei a esquecer este prejuizo e orientar os funcionários a não entregar sem receber antes. E ainda completei que se ele conhecesse outros motoboys que desse a dica.