Skip to main content

Baixa estima


Me corrijam se eu estiver errada, mas a expressão baixa estima não existe. A menos que seja uma licença gramatical, se é que licença gramatical existe também.

Faz algumas semanas eu estava assistindo ao programa da Marilia Gabriela e ela entrevistava uma senhora que falava de pensamento positivo e afins. As duas repetiram várias vezes a frase: pessoa com baixa estima e eu já estava quase achando que era correto.

Mas pensando bem: auto estima está relacionado com a estima que se tem por si, não necessariamente uma grande estima. E o contrário de auto não é baixo.

Se existe baixa estima, também deve existir alto estima (aqui com L pra dar a idéia de tamanho); neste caso fica gramaticalmente incorreto porque alto é masculino e estima é feminino. O correto seria: alta estima.

Mas também, quem manda o idioma ter duas palavras com a mesma pronúncia e significados tão diferentes. Só poderia dar confusão. É o mesmo que acontece com mau e mal.

Neste caso específico o significado é o mesmo não fazendo diferença na linguagem falada. Já na escrita muita gente ainda faz confusão e eu confesso que consegui diferenciar os dois há bem pouco tempo com a regra do lobo mau.

Decorei que lobo mau é com u e como sei que o lobo que não é mau, é bom aprendi:

o contrário de mau (com u) é bom
o contrário de mal (com l) é bem

Bom mesmo seria se não tivesse diferença na grafia, assim ficaria tudo bem.