Skip to main content

Meu vestido inesquecível

Eu adoro vestidos apesar de usar muito mais jeans e camiseta. Um vestido bem escolhido consegue esconder imperfeições, criar volumes onde estes faltam, disfarçar o volume a mais, enfim, valorizar qualquer corpo. Alem do que não existe nenhuma peça tão feminina quanto um vestido.

Hoje eu estava comentando com minha irmã sobre um vestido que mesmo não sendo o que mais gostei na vida; que mesmo não valorizando o meu corpinho estilo táboa (hoje táboa com barriga); mesmo não combinando com meu jeitinho tímido de ser, foi sem dúvida alguma inesquecível.

Usei este vestido apenas uma vez na inauguração de uma agência de turismo, onde uma amiga era gerente. Até hoje não sei como tive coragem.

Era um vestido tomara-que-caia (totalmente
proibido aqui em casa esta semana), bem justinho até a cintura e com uma saia bem rodada, curtinha e armada com várias sainhas de tuli. Um modelito bem simples que minha mãe fez de um dia para o outro. E seria um vestidinho quase comum se não fosse preto mas todo estampado com umas rosas rosadas ENOOORMES.



Ainda hj, volta e meia encontro com ele na casa da minha mãe e morro de rir de imaginar que um dia eu tive coragem de colocá-lo e sair de casa com ele. E o danado é tão discreto que ainda hj, depois de quase 20 anos ninguem mais teve coragem de usa-lo.