Skip to main content

Um virus que passou em nossa vida

Eu tinha escrito um post enorme e baixo astral sobre a pior infecção que já tive na vida e que deixou de cama toda a família. Passamos uma semana terrível e em alguns momentos eu cheguei a perder a esperança de que fôssemos nos livrar desta criatura insignificante, quase invisível, com um RNA de dupla hélice e que nos permitia levantar pra ter o prazer de derrubar novamente: um rotavírus.

Descrevi todas as recuperações e recaídas da família, as minhas aflições nesta semana tão difícil e complicada pela qual eu passei junto com meu marido e meus filhos.

Mas hoje, quando vim terminar de escrever o post e vi este blog todo cor de rosa percebi que quem passa por aqui não merece tanto baixo astral, então mudei o tom:

Passamos a semana com uma infecção terrível por rotavirus. Quando um levantava o outro caia, alguns foram parar no hospital por algumas horas pra tomar soro, foi uma semana realmente difícil mas parece que está passando.


A Helena está com alguns sintomas mas parece que vai ficar bem logo; ela foi vacinada. A Luísa também foi infectada mas acho que meu leitinho a protegeu. Parece que a nuven negra que estava pairada sobre o meu lar foi embora e vamos poder recomeçar com nossa vida normal.

O mais importante é que apesar de tudo, estamos todos bem e é bem provável que terei uma noite tranquila. Ainda estamos todos com olhos fundos, abatidos, cansados e meio traumatizados com quase 15 dias de noites mal dormidas e dias intermináveis. E mesmo a festinha que está rolando na casa do vizinho agora (00:55 da madrugada) não vai estragar esta alegria de ter passado por este pesadelo sem maiores problemas.

Estou de volta cheia de coisas pra escrever.