Skip to main content

Amigos virtuais

Eu nunca levei muita fé em amizades virtuais até ir para Atlanta. Até o Sergio ser convidado para passar 6 meses em Atlanta eu acho que só tinha ouvido falar da cidade no filme E o vento levou...

Tivemos pouquissimo tempo para nos preparar em todos os sentidos. Em menos de 1 mês recebemos a notícia, digerimos o susto e começamos a correria atrás de passaporte para o Edu, então com 11 meses, visto americano, malas, procurações e talvez a parte pior: decidir o que ia, o que não ia, o que levar pra casa da mãe, o que deixar na casa que ficaria fechada este tempo todo.

No meio deste turbilhão de emoções e coisas pra fazer conseguimos encontrar um lugar que foi um verdadeiro Porto Seguro antes de viajar e durante toda nossa permanência nos Estados Unidos: uma comunidade no orkut para os brasileiros que moravam em Atlanta. Acho que aquela foi a melhor comunidade da qual eu participei no orkut. Em todos os momentos fomos recebidos com grande atenção, gentileza, simpatia. Todas as nossas dúvidas foram sanadas em dezenas de tópicos que já existiam e em alguns que nós mesmo criamos.

Em nenhum momento eu me sentia insegura pra fazer perguntas e em pouco tempo, mesmo antes de pisar em Atlanta já estava a vontade pra comentar como se estivesse conversando com velhos amigos. O pessoal da comunidade era divertido, bem humorado e muito, muito tolerante. Qualquer dúvida era tirada, não existia pergunta sem resposta por mais boba que parecesse, por mais ingênua ou insignificante.

Já no nosso primeiro mês em Atlanta foi organizado um Orkontro onde estes amigos virtuais se encontraram pela primeira vez. Foi muito interessante encontrar aquelas pessoas com quem eu conversava quase diariamente; ouvir suas vozes, ver seus gestos, as expressões...

E vários encontros vieram após este primeiro: alguns enormes outros menores mas um grupinho estava sempre junto nas festas, nos parques, nos restaurantes brasileiros. Foi muito muito bom!!!

Quando chegou o momento de voltar para o Brasil eu me despedi destas pessoas dizendo adeus e sentindo que nunca mais veria nenhum deles. Achei que seria esquecida e que talvez os esquecesse também e que no máximo eles voltariam a ser apenas amigos virtuais.

Graças a deus me enganei: continuamos mantendo contato nos falando por e-mail, pelo próprio orkut, no msn. Alguns se casara, os casados tiveram filhos, alguns se casaram e tiveram filhos, só eu tive duas meninas desde que nos despedimos em maio de 2005.

E agora, como um grande presente os astros se combinaram de tal forma que a semana que vem grande parte deste grupo vai estar em São Paulo e disponível para se encontrar novamente e relembrar aquele dia maravilhoso em que nos vimos pela primeira vez. Eu estou super ansiosa pra mostrar minhas meninas e para que eles vejam como ficou aquele mascotinho da turma. Imaginem que o Edu estava aprendendo a andar quando nos conhecemos e hoje já está com 4 anos!!!

Não sei se foi a distância da família, se foi o frio ou se eles realmente são muito especiais (eu acredito mais nisto) mas eles foram essenciais para suportarmos as saudades de casa; foram a nossa familia e hoje eu acho que posso dizer que são nossos amigos.

Infelizmente ainda não me senti a vontade em nenhuma comunidade relacionada ao Canadá que conheci no orkut, mas em compensação tenho encontrado pessoas maravilhosas nos blogs. Eu sempre penso como seria legal conhece-las pessoalmente, ouvir suas vozes, ver seus filhos, suas familias, os cães, gatos... com algumas eu converso no msn, com outras por e-mail e já teve até quem me encontrou no orkut.

Muitas delas eu sei que um dia encontrarei pessoalmente e muita não, mas o que importa é que hoje eu sei que pode sim haver amizade virtual e que ela pode ser tão verdadeira e intensa quanto qualquer amizade de infância.