Skip to main content

Posts

Showing posts from April, 2008

Falando em violência...

Eu sofri certa vez um tipo de violência por um período de 6 meses aproximadamente. TERRIVEL!!!

Comecei namorar um colega da escola (não vou identifica-lo é claro) e parecia ser o namoro dos sonhos porque teoricamentenós tinhamos uma relação super aberta, tranquila, sem mudar a nossa vida cotidiana. Como o nosso grupo de amigos era diferente ele ficava com os amigos dele o tempo todo, sentava no fundo da sala, saia com os amigos na sexta a noite, uma maravilha!!!

Acontece que com o passar do tempo eu fui percebendo que apesar de não ter mudado a rotina dele a minha vida tinha ficado um pouco mais solitária. Eu fui perdendo o contato com meus amigos da escola, briguei com meu MELHOR amigo, ficava sozinha na sala de aula, fazia laboratório com uma amigo em comum e era a única pessoa com quem eu me relacionava porque todas as outras se afastaram de mim.

Percebi também que sempre que alguem vinha conversar comigo ele aparecia do nada e ficava junto. Em pouco tempo a pessoa ia embora e em seg…

Instinto materno

Acho que esta história de instinto materno deve existir mesmo e já nasce com a menininha.

Estava eu aqui na minha bagunça com os três e o Edu teve um daqueles arroubos de ciumes. Queria colinho, atenção, chupeta e não me deixava fazer nada. Então a Luísa começou choramingar porque estava com sono e não conseguia dormir e eu fiquei meio dividida porque apesar da Luísa ser pequena e precisar de mais cuidados eu não poderia simplesmente largar o Edu. Fiquei ali driblando a falta de braços e tentando aconchegar os dois no colo e procurando a chupeta da Luísa que pra variar estava perdida. Quando vi a chupeta jogada do outro lado da sala me levantei e fui buscá-la com o Edu grudado em mim e a Luísa ficou no sofá reclamando.

Quando voltei me deparei com uma cena emocionante para qualquer mãe coruja. A Helena pegou sua própria chupeta e colocou na boca da Luísa e ficou fazendo carinho na cabecinha dela até que ela adormecesse. Eu fiquei parada olhando e quase chorando. Ao perceber que a Luísa…

A previsão do futebol

Ontem teve clássico aqui em São Paulo: Palmeiras e São Paulo disputando uma vaga para a final do Paulistão 2008. Deu Palmeiras e eu até fiquei feliz porque sou palmeirense mas estava tão "preocupada" com o jogo que larguei o Sergio e as crianças assistindo a partida e fui dar uma volta no shopping.

Mas mesmo que eu não torcesse pra ninguem não poderia deixar de olhar a "Previsão do Futebol" pois em dias de jogos muitos cuidados precisam ser tomados. Na verdade eu acho que não tinha muita noção de como as coisas estavam péssimas nesta área até que na semana passada, andando na marginal Pinheiros passei por um ônibus escoltado pela polícia.

-O que será isso?

- Com certeza é o ônibus que está levando o time do Palmeiras ao Morumbi. Este lado da cidade é reservado àda torcida do Palmeiras, então com certeza é o time deles. (Este foi o Sergio me respondendo com a maior naturalidade como se fosse a coisa mais natural do mundo a cidade ser dividida em dois para separar as to…

Dicas para mamães e futuras mamães I

Hoje saiu uma reportagem muito legal para mães com crianças pequenas com o título: Alimentos que devem ser evitados no primeiro ano de vida.

Muitas pessoas me acham muito chata com a alimentação das crianças, principalmente até o segundo ano de vida. Meu pediatra segue à risca estas recomendações e eu o acompanho porque acho super importante.

Já disse aqui que não sou muito radical na alimentação da criançada (imaginem se fosse como não seria apedrejada!!!) mas acho que um pouco de bom senso não fará mal a nenhum genitor. Faço todo mundo comer carne vermelha, frango e pelo menos uma vez por semana tento comprar um peixinho (que todos adoram aqui em casa; eu só gosto). Em todas as refeições eu procuro alem da carne e do arroz ou macarrão colocar uma verdura e um legume pelo menos e durante o dia ofereço frutas para os três sempre que pedem alguma coisa pra comer.

Doces não são proibidos mas são regulados. De vez em quando deixo comer salgadinho, bala, chocolate ou outra bobagem qualquer m…

Desacato a autoridade

Aqui perto de casa abriram um barzinho com musica ao vivo e virou um sucesso. Alem da música no ultimo volume ainda tem o fato de que o local não tem estacionamento e os frequentadores vão estacionando em qualquer buraquinho que encontram, incluindo em frente aos portões de garagem, em fila dupla e em qualquer lugar onde caiba seu carro.

Hoje, voltando do Hospital eu passei na padaria e simplesmente não encontrei onde estacionar. Tive que dar a volta no quarteirão e só não estacionei na frente do barzinho porque a polícia chegou antes e estava estacionada lá. Tive que parar longe da padaria e ir a pé. Logo logo os flanelinhas vão aparecer e eu vou ter que pagar pra alguem cuidar do meu carro por causa de um barzinho...

Quando estava voltando para o meu carro IRADA pela distância, fiz questão de passar na calçada do bar e qual não foi a minha surpresa quando vi os dois policiais conversando com um cara e ainda balançando a cabeça como quem está curtindo a música (só faltava o copo de cer…

Com a pulga atrás da orelha

Hoje me ligaram do Hospital onde fiz minha mamografia e pediram pra eu levar o meu exame anterior para fazerem um comparativo. Eu faço mamografia todo ano já há algum tempo porque minha irmã teve câncer de mama aos 40 anos e sendo assim, eu faço parte do grupo de risco e sou super cuidadosa com estas coisas.

A moça que telefonou disse que não tinha nada no meu exame, que era apenas bom fazer um comparativo, etc, etc, etc mas gato escaldado...

Eu já tive nódulo de mama aos 24 anos que teve que ser removido e não era nada e quando estava gravida da Helena tive que fazer uma punção na mama e tambem não era nada. Então, recebo este telefonema e já fiquei meio preocupada. Fui hoje mesmo levar a mamografia anterior até o Hospital e agora tenho que esperar eles me entregarem o laudo pra poder ficar tranquila.

Infelizmente esta "insegurança" vai me acompanhar a vida inteira e qualquer coisa que eu encontro de diferente na mama já fico em alerta. O bom é que não gosto de dúvidas e entã…

Perdi meu coração de ouro...

... e a correntinha em que ele estava preso.

Fui fazer alguns exames e dentre eles uma tomografia da face porque tenho tido muitas sinusites de repetição e o médico diagnosticou um desvio de septo. Tirei a corrente, fechei para o pingente não cair e coloquei sobre minha bolsa.

O pior é que na hora que coloquei sobre a bolsa eu pensei: só falta esquecer que a corrente esta sobre a bolsa e deixa-la cair. Não deu outra, quando me lembrei já estava voltando pra casa; ou melhor, estava perdida tentando voltar pra casa.

Voltei para o Hospital chorando, parecia uma doida, só que estava perdida e demorei pra encontrar o caminho de volta para o Hospital. Quando enfim consegui chegar a recepcionista do setor de tomografia pediu para um funcionário procurar mas ele não encontrou.

Apesar de ser de ouro, o que mais me chateou foi ter perdido a correntinha que minha mãe me deu de presente quando completei 18 anos. Em todos estes anos eu a tirei algumas vezes apenas (casamento, partos, tintura de cab…

Escondendo os legumes

Como é trabalhosa e prazerosa a fase da sopinha das crianças!!! Tudo fica uma baderna: desde a hora de cortar os legumes pra colocar na panela, passando pelo momento de bater tudo e as vezes ter que peneirar pro bebê poder comer, até o ápice, que é aquele momento mágico onde a criança faminta tenta colocar pra dentro e a lingua coloca pra fora enquanto as mãozinhas descontroladas batem no prato, empurram a mão da mamãe ou jogam a colher cheia pra todos os lados.

Apesar do trabalho, assim que a criança se acostuma com os novos sabores pode mandar qualquer coisa que ela "traça". Neste período maravilhoso nunca tive problemas para os meus filhos comerem: toda sopinha que eu fazia (ou que a Nestlè fazia) eles comiam e adoravam.

Só que para os dois mais velhos esta fase acabou e eles aprenderam a irritante frase: "mamãe, eu não gosto de..."

Em todas as refeições tem sempre alguma coisa que um deles não gosta. O pior é que eles comem de tudo mas naquele dia resolvem que não…

Timeline do processo de imigração para o Canadá

Para quem está no processo e ainda não conhece, tem um sistema super interessante para cadastrar o seu timeline e acompanhar o de outros futuros imigrantes.

Aqui vc pode cadastrar o seu time line e cadastrar uma senha pra fazer as alterações sempre que necessário e aqui acompanhar todos os timelines cadastrados.

O autor???? É o dono do blog
The great escape, mais um na saga rumo ao Canadá.

O que é estar adaptado???

Com esta história de imigração e de morar em outro país todo mundo se preocupa muito com a adaptação. E nós aqui em casa passamos por um processo de adaptação neste inicio de ano e acabamos nos perguntando: o que é estar adaptado a uma situação???

Bom, a Helena foi para a escola em janeiro deste ano. Depois de muito pensar, visitar, discutir, etc, etc, etc resolvemos qual seria a melhor escola para a Helena das opções que tinhamos. Eu particularmente adorei o espaço físico da escola: tem um quintal de terra enorme, com tanque de areia, 2 parquinhos, casinha e um gramado maravilhoso. A dona da escola também é ótima: super simpática, gentil, atenciosa; conversávamos muito e sempre foi muito legal.

Uma das crianças da turminha da Helena era filha da dona e a Helena sempre falava da menina. Logo de manhã a Helena se levantava falando em ir para a escola. Colocava o uniforme e ia toda feliz levar a sua malinha para o carro. Tudo parecia muito bem exceto pelo fato de que bastava estacionar…

Liberdades individuais feridas

Bem, eu costumo ser muito liberal no que diz respeito aos comentários. A menos que a pessoa escreva coisas obscenas ou fortemente agressivas ( o que nunca aconteceu) eu prefiro deixar todo mundo à vontade para comentar como preferir (anônimo, pseudônimo, com nome e endereço e por ai vai...).

Entretanto tenho recebido alguns comentários estranhos que pedem simplemente "click here" e fiquei com medo de ser algum virus. Então, para seguranças de quem lê e comenta e para evitar que eu caia em tentação de "clicar here" eu coloquei estas letrinhas chatérrimas aqui.

Eu particularmente detesto estas letrinhas mas fiquei na duvida de como me proteger destes spamentarios, rs. Vamos ver se resolve!!

Se estiver muito chato é só pedir que eu tiro.

Histórias de caras de pau

Aproveitando as estórias de telemarketing da Marilena, vou contar estórias a respeito de picaretas que eu cruzei na vida.

Uma senhora de uns 60 anos bateu na minha casa recentemente. Ela queria dinheiro para comprar gás, e começou a contar uma enormidade de estórias tristes. Foi tanta desgraça que lá pelas tantas ela começou a rir!!! Bom, nós dois caímos na gargalhada, ela me falou tchau e foi embora! Rindo. Acho que ela exagerou tanto na mentira que não aguentou!!!
Outra de pedinte, um homem forte, talvez mais novo do que eu me pede dinheiro na Avenida Paulista. Ele não podia trabalhar porque tinha uma doença muito grave. Eu perguntei qual a doença e ele me fala psoríase e me mostrou uma manchinha branca no braço com menos de 1 cm de diâmetro. Bom, essa eu ri sozinho. O cara ficou meio bravo mas foi embora.
Mas a picaretagem mor é essa que eu vou contar. Vou ter que usar pseudônimos porque todos os envolvidos ainda estão vivos, rs e podem me processar. Joana estava com um problema de di…

Cheirinho de cemitério

Hoje fui fazer minha "feira no supermercado" e uma feira pra ser boa e me lembrar a infância tem que vir acompanhada de um vaso de flôr. Minha mãe sempre comprava um vaso na feira e eu ficava super brava porque ela ficava pechinchando com o japonês da banca das flores.

Então, hoje, fiz minhas comprinhas, encontrei uma super promoção de fraldas da monica e da Johnson e fui ver as flores. Os preços estavam bons e acabei comprando 2 vasinhos de Lírios e dois de Crisântemos.
De lá fui correndo pra escola da Helena para buscá-la e em seguida corri pra escola do Edu. Ainda tive que comprar umas camisetas do uniforme dele e... conclusão: minha compra ficou no carro por quase duas horas.

Quando entrei no carro senti um cheio característico de cemitério. E só depois de um tempo foi que me lembrei das coitadas das flores na estufa que estava o carro. Assim que cheguei em casa peguei todas elas e distribui pela sala com uma aguinha fresca e agora minha sala está com o cheirinho caracterís…

O que faz diferença na hora de decidir onde morar? by Sergio

Tenho recebido pouquissimas críticas em relação a nossa futura ida para o Canadá. Não sei porque mas existem aqueles que nos apoiam fortemente (como toda a "turma" de futuros imigrantes ou nossos médicos) e aqueles que tanto faz como tanto fez (aí acho que entram meus sobrinhos como representates símbolos). Oposição mesmo, de falar que não gosta da idéia, e que sempre se manifesta, é a minha mãe o único exemplo.

As poucas críticas que recebemos (com também a honrosa exceção da minha mãe), no entanto, eu acho muito desfocadas. O pessoal se refere a problemas que estão lá no final da minha lista de preocupações e esquece de coisas muito importantes.

Vou tentar discutir esses aspectos um a um:

- Frio: essa é uma grande barreira, não sei como vamos reagir tendo passado toda a nossa vida em São Paulo, que mesmo nos meses mais frios do inverno, existem dias agradáveis. Mesmo nossa estada em Atlanta, não pode ser comparada. Vamos ver a temperatura de hoje por exemplo, São Paulo 20°C (…