Skip to main content

É possivel viajar com 3 crianças???

Esta foi a pergunta que eu vi em um forum de discussão. E muita gente respondeu que sim; é possivel! Desde que a Luísa nasceu nós ainda não fizemos nenhuma viagem longa, mas eu tenho a impressão de que é tranquilo, pelo menos de carro.

Eu e o Sergio tentamos não mudar muito a nossa vida por causa das crianças. Tudo bem que não somos um bom exemplo porque mesmo sem ter filhos os nossos passeios eram meio infantis como ir ao zoológico ou ao pico do Jaraguá. Acho que a única coisa que realmente não faço mais é ir ao cinema. Mas não lamento, assisto um ou outro filme quando dá, na tv e pronto.

Raramente fazemos alguma coisa que eles não possam participar e nossos amigos já sabem que passeios com Marilena e Sergio significa programa com crianças. Não sei se eles são bonzinhos ou se tiveram que se acostumar mas nunca nos deram trabalho. Apesar de terem uma rotina bem estabelecida eles se adaptam com a maior facilidade a qualquer alteração no dia a dia deles.

É claro que o bom senso sempre impera nas nossas decisões e não dá pra sair por ai sem nenhum planejamento. Alias qualquer ida ao shopping tem toda uma maratona de preparativos: mamadeiras, sopinha, fraldas, trocas de roupas para eventuais acidentes, agasalhos e guarda chuva (pq em São Paulo nunca se sabe), brinquedos, bolachinhas, água, chupetas, enfim tudo o que possivelmente possa ser necessário em um passeio. Pra facilitar a nossa vida eu ja tenho uma cestinha no carro cheia de coisas que possam ser úteis e de vez em quando fazemos uma verificação pra completá-la.

Uma coisa que já aprendemos é que criança com fome e/ou com sono estraga qualquer passeio; em especial a Helena e a Luísa. As duas ficam insuportáveis!!! Então temos que estar sempre atentos com os horários das refeições e com um cantinho qualquer para um cochilo. Quando o passeio inclui outras pessoas e eu não tenho intimidade pra pedir que o almoço seja mais cedo ou pedir uma banana pra enganar o estômago das crianças, dou uma mamadeira pra cada um antes de sair de casa e levo outra pronta pra garantir.

Há um ano nós fomos para Gramado - RS com os dois mais velhos, eu no início da gravidez da Luísa e foi tudo muito tranquilo. O Edu e a Helena dormiram no voo São Paulo-Porto Alegre e não deram nenhum trabalho nos percursos de carro. É claro que tudo dentro dos limites deles: hora para almoçar, soninho à tarde, horários maleáveis de acordo com o humor de todo mundo, paradas rápidas pelo caminho para descansar. Pra facilitar a nossa vida e deixar o passeio mais confortável nós alugamos um carro em Porto Alegre, o que foi maravilhoso porque as crianças podiam dormir entre um passeio e outro. Outra coisa que ajudou bastante foram as guloseimas livres dentro do carro. Sempre tinha uma bolachinha, um suquinho, uma frutinha pra distraí-los nos percursos mais longos. No hotel a maior exigência foi uma minicozinha no quarto (geladeira, microondas e pia).

Se a regra aqui em casa é ter uma rotina bem estabelecida para que eles mais ou menos saibam o que vai acontecer durante o dia, nas viagens a rotina fica meio esquecida. Não adianta querer fingir que estamos em casa.

Agora com a Luísa eu imagino que não vá fazer muita diferença. Ela é super tranquila, bem humorada e dorme em qualquer lugar. Estamos planejando a prova de fogo para Campos do Jordão. Como este ano o verão foi "fraco" por aqui nós acabamos não indo para a praia e estamos marcando de ir pra Campos do Jordão com minhas irmãs. Tudo bem que não vai dar pra fazer um teste de verdade porque teremos outros adultos pra nos ajudar com as crianças mas pelo menos vamos testar como a Luísa se comporta dormindo fora de casa.

Aqui tem umas dicas legais para quem vai viajar com crianças.