Skip to main content

Agora sim: caindo a ficha

Bem, é dificil falar de uma coisa que foi interrompida e que fazia parte de um momento. Na verdade, hoje estou bem mais animada com a queda da ficha. O post anterior certamente seria um post triste falando das saudades que vou sentir das pessoas, mas apesar das saudades estou animada com a nova vida que nós escolhemos para nós e para nossos filhos e parece que uma cortina se abriu e eu me vi em uma sala totalmente abarrotada de caixas que precisam ser organizadas.

Desde o dia do post estou organizando as coisas aqui em casa; separando o que quero levar, o que quero guardar e o que vou jogar fora. É impressionante como guardo tranqueiras: anotações da faculdade, catálogos dos congressos que participei desde os meus estágios de iniciação científica, cadernos com letras de música da minha adolescência, cartões de natal que foram comprados e nunca foram mandados, todos os bilhetinhos que recebi quando fiz encontro de jovens aos 15 anos e mais um milhão de coisas que não vou usar nunca mais, que não poderei levar pro Canadá e que não são interessantes pra mais ninguem, só pra mim.

Também estou correndo atrás dos trâmites burocráticos como declaração de saida definitiva, conta bancária no Brasil e no Canada, resolução das pendências que vamos empurrando com a barriga e que não poderão ser deixadas pra trás quando finalmente sairem os nossos vistos. Enfim, tenho trabalhado muito, lido muito, estudado muito e estou muito confiante que até o final do ano este processo tenha terminado e estejamos enfim realizando o sonho de morar no Canadá.

Parece que para o Sergio também caiu a ficha e ele já teve até a idéia de fazer uma lista de pendências, mais que isso já estamos resolvendo varias pendências e organizando algumas coisas. Estamos fazendo uma faxina geral nas nossas coisas e nos preparando pra começar o ano de 2009 zerados; prontos pra recomeçar.