Aug 30, 2008

Desde que filho pari nunca mais barriga enchi

Minha mãe sempre usava este ditado quando eu era criança; principalmente quando ela estava comendo alguma coisa gostosinha e uma de nós pedia um pedaço. Eu sempre fui dona de pedir um pedacinho de qualquer coisa que ela estivesse comendo e agora estou sendo castigada. Eles sempre pedem um pedaço de qualquer coisa que eu esteja comendo, sempre tenho que dividir tudo e como uma boa mãe, muitas vezes eu acabo não comendo pra deixar pra eles. Até a Luísa já aprendeu que mastigação da mamãe geralmente significa alguma coisa gostosa que ela pode experimentar e basta me ver colocando alguma coisa na boca que já fica fazendo: ããhh com as mãozinhas extendidas.

Mas pior do que ter que dividir é ter que comer comida fria ou requentada. Eu gosto de comida quente, fumegando, queimando a lingua; e se não comer depressa eu acabo perdendo a fome porque a comida esfria e não consigo comer mais. Então, pra poder comer no meu ritmo eu sempre sirvo as crianças primeiro e fico junto com eles monitorando a refeição.

Invariavelmente quando vou jantar já está tudo frio e tenho que esquentar novamente; sem contar que muitas vezes eles comem e quando me sento à mesa aparece alguem pedindo... um pedacinho. Mas eles acabaram de comer!!!! Parece que a comida no prato da mãe é mais gostosa!

Depois todo mundo me pergunta como eu faço pra manter a forma depois de três gestações tão próximas!!!

Simples: comendo tudo requentado e dividindo com as crianças.

Aug 16, 2008

Mico em família


Eu já disse que sou a rainha dos micos: sempre me envolvo nestas situações engraçadas em que morro de vergonha, mas que acabo me divertindo depois que passa. Mas meus micos geralmente são solitários, longe de pessoas conhecidas e apesar de ficarem marcados na memória de algumas pessoas, certamente elas não se lembram da minha cara. Mas hoje resolvi inovar e levei comigo toda a família.


Hoje, levantamos cedo porque o dia prometia: tínhamos que vacinar a Luísa e um aniversário ao meio dia. Enquanto levei a Luísa até a Clínica de vacinação, o Sérgio foi com os dois mais velhos comprar o presente. Chegamos em casa quase juntos, preparamos as crianças, demos uma última conferida no convite e saímos.


O Buffet é daqueles que têm várias filiais e pra não errar eu conferi várias vezes em qual delas era a festa. Chegamos, entregamos o presente e entramos. Quando qualquer pessoa entra em uma festa que não esteja muito cheia, geralmente as pessoas ficam olhando, né? Agora imagine um casal com três crianças pequenas!!!! As 15 pessoas que estavam no salão ficaram nos olhando e nem bem apontamos na porta já apareceu um cara nos filmando: eu simplesmente detesto ser filmada e fiquei meio que me escondendo atrás da Luísa. Procurei por um conhecido em todos os cantos e nem mesmo a aniversariante eu encontrei e comecei desconfiar que estávamos no lugar errado.


Mas não era possível: eu conferi várias vezes a data, o horário e o local!!!! Resolvi perguntar para um moço que estava meio isolado dos outros convidados:


- Este é o aniversário da Lívia?

- Não, é o aniversário do Mateus!!! Será que vc não veio ao Buffet errado; tem outra unidade do Buffet Miko em Família (nome fictício) aqui perto.

- Mas esta não é a unidade 1?

- É.


Quando olhei pra trás, a "gerente" já estava conversando com o Sérgio e todo mundo olhando pra nós (o bom é que não tinha muita gente) e então alguém me pergunta:


- Qual o nome da aniversariante?

- Livia.

- Mas o aniversário da Lívia é amanhã!!!


Sim leitores: AMANHÃ!!!!! Chegamos apenas 24 horas adiantados ao aniversário. Eu conferi a data 500 vezes e ainda assim me enganei; parece até que eu estava adivinhando que tinha alguma coisa errada. Rimos muito, fizemos algumas piadinhas e fomos embora: não sem pedir o presente de volta, é claro!!! E o Sérgio ainda saiu falando para todos os funcionários que encontrávamos:


- Até amanhã! Até amanhã!


Eu só espero que eles editem o filme e retirem os quase 5 minutos que ficaram filmando a nossa entrada triunfal no aniversário errado!!!

Aug 15, 2008

Pequim 2008 - correções

Eu me emocionei, elogiei e agora estou meio decepcionada com a Abertura das Olimpíadas. Primeiro porque as imagens que foram transmitidas daquelas pegadas feitas com fogos na cidade de Pequim foram previamente gravadas. Eu acho que foi correto eles gravarem as imagens anteriormente porque no dia poderia chover e eles não conseguiriam fazer a "encenação" com os fogos, mas já que o tempo estava firme achei que ficou meio enganoso colocar a gravação. Mas tudo bem, isto não estragou a abertura.

Agora, trocar a menina que ia cantar por uma mais bonita foi demais!!!! Será que a menina era tão feia que não haveria maquiagem capaz de dar um jeito??? E como disse o Macaco Simão: Será que em uma país com tanta gente não existe uma criança que seja bonitinha e cante bem???? Pra que arriscar???

Espero não ter mais surpresas em relação a esta abertura!!!

Aproveitando o monotema: ontem eu e o Sergio conversávamos sobre a atuação pífia do Canadá nesta olimpíadas, sem nenhuma medalha até o momento. Eu fui conferir o desempenho dele nas outras olimpíadas e só agora percebi que o Canadá nunca foi uma potência olímpica. Quadro de Medalhas de todas as olimpíadas.

Hoje será ontem amanhã

Conviver com criança não é uma tarefa das mais fáceis. Para eles, nós, os adultos sabemos e conhecemos tudo, até porque a maioria das dúvidas a gente consegue tirar com facilidade e acabamos passando a impressão de que somos os detentores de todo o conhecimento. Com o tempo as perguntas vão ficando mais difíceis e muitas vezes temos que dizer "eu não sei" e eu percebo um pouco de frustração no Eduardo sempre que ele percebe que eu não sei absolutamente tudo.

Mas tem sido muito boa esta experiência pra mim e pra ele: pra mim, porque eu acabo indo procurar coisas que nunca tinham me interessado antes e feito descobertas muito legais, alem disso eu comecei a enxergar as coisas sob outra ótica (sem contar que me divirto muito) e pra ele porque é bom ele saber que ninguem sabe tudo, que todo mundo tem dúvidas, tem medos, tem inseguranças e que não é problema nenhum dizer "não sei" e menos ainda perguntar. Não existe pergunta boba e nem dúvida sem solução. E eu sempre falo : "não sei, mas vamos procurar pra descobrir o que é".

Agora com os jogos olímpicos, ele assiste os esportes e pergunta: "mamãe, vc sabe fazer isso?" Eu, como sou uma esportista de mão cheia sempre falo: "Não!" E ontem ele disse: " mas vc não sabe jogar nada???"

"Não, sou péssima com esportes, mas conheço as regras, posso te ensinar."

Então ontem, estávamos conversando sobre o que íamos fazer hj e hoje de manhã ele me fala:

- Amanhã nós vamos brincar de recortar?
- Amanhã não, hoje!!!
- Mas ontem vc falou que hoje era amanhã!!!!

Imagine como deve ser confuso pra eles entenderem que quando amanhã for hoje, hoje será ontem!!!! Pra ficar um pouco mais fácil estou usando o calendário e contando o tempo em noite e dia.

Com esta história do Canadá ele quis que eu dissesse quando nós vamos. Eu disse que não sei mas ele insistiu tanto que eu acabei dizendo que íamos dia 30 de outubro. Agora ele acompanha o calendário dia a dia esperando a hora de ir. Espero que o consulado colabore comigo pra eu não ter que mudar a data.

Aug 12, 2008

E ainda falando em olimpíadas...

Uma coisa que eu gosto nas Olimpíadas são os hinos dos países. É bem verdade que ouvimos poucas vezes o do Brasil, mas gosto muito de vários outros. Eu, com certeza serei criticada, mas adoro o hino Americano. Gosto principalmente daquele final; acho que combina muito com pódio em Olimpíada. Também adoro o Hino alemão, apesar de não imaginar o que fala a letra. Mas o meu predileto é o Francês.

Eu também gosto muito do Hino Nacional Brasileiro; é uma pena que ele é muito longo e acabam editando de qualquer jeito e fica esquisito. Agora, na minha humilde opinião o Hino Nacional deveria ser o
Hino da Proclamação da República. Eu acho a letra perfeita para um hino nacional falando de liberdade, de igualdade, de esperança no futuro e também de amor á pátria. Pra quem não se lembra, aqui vai o refrão:

Liberdade, Liberdade,
abre as asas sobre nós
Das lutas, na tempestade
Dá que ouçamos tua voz


PS: pra quem tiver interesse:
melodias e letras de hinos de outros países.

Aug 8, 2008

Pequim 2008

E mais um Olimpíada está começando e acho que esta será muito especial pra mim por possivelmente ser minha última no Brasil, pelo menos em um futuro próximo. Eu sempre me emociono muito em Olimpíadas, acho que através dos esportes as pessoas ficam mais pacíficas e menos preconceituosas.

Não pratico nenhum esporte e pra ser bem sincera, detesto!!! Mas adoro assistir, torcer, aprender as regras e fazer as minhas próprias análises.

Estou aqui assistindo a abertura e estou impressionada. Na minha modesta opinião está sendo uma das mais bonitas que já assisti. Pena que o Galvão Bueno fica falando o que vai acontecer e estraga um pouco a surpresa!!! Mas está sendo uma oportunidade de conhecer um pouco mais sobre esta cultura milenar tão desconhecida pra nós. Infelizmente quando pensamos em China a primeira coisa que nos vem a cabeça são os produtos importados de "má qualidade" e hoje em dia, também tenho pensado no grande número de Chineses que estão "invadindo" o Canadá.

Espero que estas Olimpíadas sirvam para abrir as nossas mentes e nos livrar dos nossos preconceitos em relação ao país que tem 1/4 da população mundial; e que ao mesmo tempo sirva pra abrir este país para uma integração verdadeira com o resto do mundo.

Como sempre acompanho as Olimpíadas tenho várias lembranças emocionantes mas certamente a imbatível até hoje foi o "choro" do ursinho Misha nas Olímpíadas de Moscou (estou ficando velha, me lembro disso!!!). Agora certamente me lembrarei desta também!!!





PS: Sandro, entendo que os americanos têm lá os seus problemas e estou confiante que a China vá ser influenciada pelo espírito olímpico, mas ainda tenho medo de imaginar a China como maior potência política, econômica e militar. Que tal um país um pouco mais liberal??? Pode ser o Canadá???

Aug 7, 2008

Virus nos e-mails

Só ontem recebi 3 e-mails com arquivos executáveis que acredito serem virus. Recebi 2 do Tribunal Eleitoral dizendo que meu Titulo de eleitor foi cancelado por problema no CPF e que para obter mais informações eu deveria clicar no link. Fui imediatamente olhar em "propriedades" no e-mail e vi que era um endereço todo esquisito e simplesmente apaguei.

A noite, quando fui desligar o micro, vi um e-mail da Americanas.com. Era um e-mail de confirmação de uma compra: uma tv de plasma de 42 polegadas hahahaha...

Na hora pensei que era vírus mas fiquei na dúvida porque poderia ser alguem que comprou em meu nome. Como costumo comprar muitas coisas pelo site da Americanas fui verificar, mas claro que ao invés de entrar no link que o e-mail indicava eu entrei no site e fui ver minhas últimas compras e então me lembrei que compro sempre com o e-mail do Sergio. De qualquer forma fui ver as faturas dos cartões de crédito, saldo do banco e depois de verificar tudo o que consegui lembrar resolvemos ligar para o SAC da americanas (no próprio e-mail tinha o número hahahaha) e a primeira coisa que vc ouve quando liga é que está circulando um e-mail falso com arquivos executáveis de vírus e que devemos desconsidera-lo.

Fica aqui a dica, quando receber alguma coisa estranha nunca clique no link do e-mail. Entre no site ou ligue para o SAC pra tirar a dúvida. Por mais que a gente saiba disso, as vezes somos pegos de surpresa e corremos o risco de fazer uma besteira, então vale sempre um novo alerta.

Aug 6, 2008

1 aninho!!!














E hoje foi o aniversário do meu bebezinho!!!!

Apesar de não estar entendendo nada a Luísa se divertiu muito. Rodou de colo em colo e já está se achando a verdadeira andarilha; aliás, já está iniciando os seus treinos pra tentar competir nos 100 metros rasos. Basta ouvir alguem chamando o seu nome que tenta sair correndo; vai meio desequilibrada mas vai.

Ela é sem dúvida alguma a mais arteira dos três. Hoje, deixei-a no berço e fui colocar umas roupas pra lavar. Quando entrei na cozinha, lá estava a Luísa bela e faceira mexendo nas batatas!!! Pois é, ela se apoia na cama do Edu e pula a grade do berço; e pra descer da cama não tem dificuldade nenhuma apesar de ser uma cama de tamano normal. Ela já sabe que se jogar as perninhas pra fora e segurar o cobertor, basta deslizar que alcança o chão facilmente.

O que ela ainda não sabe os irmãos fazem questão de ensinar e assim fico meio doida correndo atrás deste pequeno furacão pela casa.

Hoje, uma senhora que pega os netos na escola do Edu, comentou com outras mães que fica admirada de me ver sempre com os três e sempre alegre sem reclamar de nada.

Na verdade eu sou uma grande egoista: passo o dia fazendo a coisa que mais gosto na vida e não divido com ninguem!!!! É bem verdade que agora (23:00hs em São Paulo) eu já estou exausta querendo a minha caminha, mas é um cansaço gostoso, prazeroso e que me faz dormir tranquila e acordar sempre feliz.

E a aniversariante já está na cama faz tempo; não esperou nem cortar o bolo. Terminamos de cantar os parabéns e ela já foi por berço praticamente adormecida!!!!

Aug 3, 2008

Torturada pela leitura

Eu adoro ler; nem sei dizer quando peguei gosto pela coisa. Me lembro que quando terminei a primeira série recebi um diplominha escrito: "Já sei ler" e naquele natal eu ganhei dois livrinhos da minha irmã mais velha: 101 Dálmatas e Bambi. Passei aquele verão lendo os dois livros incansavelmente: terminava um e já começava o outro, até porque não tinha outras opções de leitura que me interessassem disponíveis em casa.

Depois deste pontapé inicial nunca mais parei e quando um livro chega na metade já começo pensar o que vou ler a seguir. Sempre tenho uma longa fila de livros na estante esperando a sua vez e DETESTO quando alguém vem e me pede emprestado exatamente aquele que está na fila.

Outra coisa que detesto é abandonar um livro na metade. Mesmo que eu demore muito pra ler um determinado livro, sempre faço um esforço pra continuar a leitura até o fim e até agora só me lembro de dois que não consegui cumprir: O encontro marcado (Fernando Sabino) e O senhor dos anéis. Foram meses de tortura tendo que voltar 2 ou 3 páginas toda vez que pegava-os pra ler porque não conseguia prestar muita atenção até que acabei desistindo.

Agora, tortura mesmo é o que determinados livros fazem com nossas emoções. Estou lendo O caçador de pipas (Khaled Hosseini) e de vez em quando as coisas ficam tão "ruins" e mexem tanto comigo que tenho vontade de parar de ler.

Fico pensando se vale a pena tanto sofrimento; ontem e hj passei o dia todo pensando no livro e na situação do Afeganistão. Hoje eu cheguei a tal ponto de sofrimento que fechei o livro e pensei: "pra mim chega, tenho mais o que fazer". Agora estou aqui desesperada pra ler aquela parte tão emocionante que eu deixei pela metade.

O pior é que o livro está chegando no final e no fundo eu não queria que ele acabasse. Detesto quando os livros bons chegam ao final porque eu começo economizar a leitura, fico lendo devagar, as vezes até volto algumas páginas pra demorar um pouco mais.

Tem livros que eu gosto tanto que assim que termino de ler começo imediatamenta a ler de novo. Um dos meus preferidos foi O dia do coringa (Jostein Gaarder). Já li este livro 4 vezes e já estou ficando com vontade de lê-lo de novo. Gostei tanto do livro que virei fã do autor e tenho todos os livros dele que foram traduzidos para o português. Um dele: The orange girl, eu não tive paciência de esperar porque foi lançado nos EUA quando eu morava lá, bem antes de chegar ao Brasil e eu acabei lendo em inglês (demorei um século mas valeu a pena).

O dia do coringa é um livro que tem até comunidade no orkut e eu e minha sobrinha Carol somos fãs dele. Mas como gosto não se discute: o Sergio já tentou três vezes e ainda não conseguiu terminá-lo.

Agora estou indicando O caçador de pipas. Ainda não cheguei ao final mas gostei tanto dele até agora que já valeu a pena.

PS: Apesar de ser meio egoísta quando aos livros não lidos, eu adoro emprestar livros. Minha faxineira está sofrendo uma lavagem cerebral e a cada 15 dias sai daqui com alguma coisa nova pra ler. O engraçado é que quando um livro está acabando ela já me avisa pra eu pensar que livro ela deve ler em seguida. E esta semana, uma vizinha da minha mãe que se aposentou há pouco tempo, do nada me perguntou se eu não teria alguma coisa pra ela ler. Fiquei muito surpresa porque eu não imaginava que uma senhora de mais de 60 anos e feirante (quantos preconceitos!!!) se interessasse por livros. Mais surpresa ainda eu fiquei quando ela me disse que gosta do Sidney Sheldon. Eu não gosto e não tenho nada dele mas vou emprestar um livro da Isabel Allende pra ver se ela gosta.

E vc, o que gosta de ler e o que indicaria pra esta senhora???

Enquanto isso vou voltar pra minha tortura voluntária.

Mantendo o Português das crianças

- Mama, eu posso comer as sereias? - Acho melhor voce comer as cerejas!