Skip to main content

Saindo da rotina

Hoje meu dia está totalmente atípico porque a Helena foi em um passeio com a escola. O local fica a uns 40 minutos aqui de casa mas sempre acaba sendo uma preocupação; e o pior é que ela foi as 8 da manhã e só volta lá pelas 6 da tarde.

Estou o tempo todo pensando nela; em como ela está, se comeu, se descansou, se está se divertindo, se está estranhando alguma coisa... neuras.

Pra tentar me distrair aproveitei que poderia ir buscar o Edu mais tarde e fui ao supermercado. É lógico que me atrasei e quando cheguei na escola o Edu já estava em outra classe junto com os outros filhos de atrasadinhas. Por ter me atrasado não consegui lugar no estacionamento interno do colégio e tive que estacionar no externo, que com este tempo seco está uma verdadeiro "terrão". Os carros passam e a poeira sobe alta!!!

Então, peguei o Edu e fomos pegar nosso carro. Ele adora que eu estacione ali porque tem milhões de coisas pra eles se distrairem no caminho: pegam pequenos galhinhos, folhas, pedrinhas e mais um monte de tranqueiras que vão se acumulando no meu carro: imaginem a bagunça que não fica!!!

Eu só sei que a Helena não estava e de certa forma a rotina foi alterada e tudo o que eu faço com uma certa sequência mudou também. Coloquei os dois no carro, prendi os cintos dos cadeirões e aproveitei pra abastecer o tanque que estava na reserva.

Quando cheguei em casa fui fazendo o de sempre, na sequência de sempre: entrei, fechei o portão, tirei as crianças e fui pegar a mala do Edu: CADÊ A MALA???

Pois é, a mala é sempre a primeira coisa que eu coloco no carro, até porque sou eu quem a carrega. Hoje, por um milagre o Edu foi quem a levou e a deixou na calçada. É claro que eu não vi e a coitada ficou lá na calçada, literalmente comendo poeira. Voltei correndo pro colégio (7 km da minha casa) e ela já não estava mais lá.

Quando cheguei na portaria do colégio logo percebi os sorrisos dos funcionários da segurança!!!! Uma alma caridosa a quem não pude agradecer, viu a mala abandonada com a carteirinha do Edu e a levou até a portaria.

É nestas horas que temos que pensar nestes pais que acabam esquecendo os filhos no carro. Uma simples mudança na rotina e um acidente pode acontecer. Eu e o Sergio temos um costume que é quase uma neurose e que muitas vezes enche o saco: averiguamos o carro varias vezes antes de se afastar. Sempre olhamos os cadeirões e/ou perguntamos para o outro se já o fez. Ainda assim, já aconteceu do Edu gritar:

- mamãe, vc não prendeu meu cinto!!!

A mala??? Está super bem e com o uniforme novinho que eu acabei de comprar dentro. O que importa é que as crianças estavam em segurança.

PS: A Helena acabou de chegar e está na maior alegria porque andou em um ônibus bem grandão, tomou leite tirado na hora da vaca (arghhh!!!) e viu vários animais diferentes.


A excitação é tanta que ela me contou que dormiu a tarde sem chupeta e resolveu dar as chupetas dela para o filhinho do coelho Leo. E está decidida (neste momento) porque procurou todas as chupetas, colocou em uma caixinha e disse que vai levar na escola pra entregar para o coelho. Quando eu perguntei se ela ia dormir sem chupeta a noite, ela respondeu sem pestanejar:

- Vou mamãe!!! Eu sou grande. A Luísa é pequena e vai chupar chupeta!!!

Só quero ver quando o sono bater como vai ficar esta decisão dela!!!