Skip to main content

Posts

Showing posts from October, 2008

Tiro pela culatra

O Consulado do Canadá pelo jeito está desesperado com o número de processos de imigração que tem recebido e está mandando uma cartinha para todo mundo que está no processo. A carta diz que se não tivermos mais interesse no processo eles devolvem o dinheiro da taxa inicial. Temos 60 dias para avisá-los e se não entrarmos em contato neste período eles vão considerar que ainda queremos imigrar para o Canadá.

O problema é que brasileiro não consegue lidar muito bem com estas questões sem resposta: "se vcs nao fizerem nada vamos considerar que vcs querem continuar". Eu não sei se é um problema da lingua ou da nossa cultura mas fica sempre aquela questão: "e se eu não disser nada e eles ficarem 2 meses sem mexer no meu processo esperando o prazo pra eu desistir???", " será que se eu avisar que ainda estou interessada eles vão mexer no meu processo mais rápido??". E o texto da carta pode ser óbvio mas deixa a dúvida; é muito difícil ficar esperando sem fazer nada…

Lendas Urbanas

Vira e mexe eu recebo um daquele e-mails URGENTÍSSIMOS falando sobre um remédio que está proíbido porque causa câncer ou uma bala contaminada com produtos radioativos. O último que recebi foi super interessante sobre umas aranhas que se alojaram em banheiros de aviões e cujo veneno causa morte em poucas horas. Tenho que admitir que as histórias são muito bem feitas e muitas vezes pesquisando na internet não é fácil conseguir encontrar argumentos para negá-las.

O que eu sempre fiz foi ignorar e algumas vezes tomar um certo cuidado. Até que um dia eu recebi um e-mail dizendo que o
Decongex Plus continha uma substância que causava efeitos colaterais graves, bla bla bla...

Eu levei um grande susto porque o Edu estava tomando o remédio na época. Peguei a bula do medicamento e não encontrei a tal substância e então fui pesquisar na internet e descobri que o Decongex realmente tinha esta substância mas que ela havia sido substituída em 2000. A partir daí eu comecei pesquisar tudo e sempre enco…

O nascer de uma perua

Eu não sei muito bem como determinadas características são desenvolvidas nas crianças, o que sei é que desde muito pequenos é possivel diferenciar um menino de uma menina através das brincadeiras. Não sei se eles simplesmente copiam o que os adultos fazem e se identificam com o pai ou com a mãe mas desde muito pequenos eles já gostam de coisas diferentes.

O Edu sempre gostou de bola, tanto que a primeira palavra que pronunciou foi Goooooollllll!!!! E sempre gostou de carrinhos e de brincadeiras de menino. Quando estava próximo da Helena nascer eu comprei uma boneca pra ele e fazia como se ela fosse o nosso bebê. Colocava a boneca no berço, fazia ninar, dava banho e ele nem ligava pra boneca. Gostava mesmo do Ted (ursinho), do coelho e de um Husk siberiano de pelúcia que ele mesmo escolheu nas lojas de brinquedo.


Já a Helena... sempre adorou bonecas, bolsas, sapatos de salto, pulseiras, colares, batom e estas coisas de mulher. É claro que o Edu também se interessa por algumas destas coi…

Corinthians voltando...

Eu não sou corinthiana e nem acompanho muito futebol apesar do meu time estar lutando pra ser campeão da Série A. Eu já falei pro Sérgio que não podemos perder esta chance de comemorar o futebol em família: Palmeiras campeão da primeira e Corinthians campeão da segundona.

O Sérgio adora futebol e assiste até pebolim se for televisionado. E ele participa ativamente de uma comunidade super legal do
Corinthians no Orkut; ao contrário de outras comunidades de futebol, incluindo uma do Palmeiras da qual eu participei e desisti, esta comunidade tem várias regras e uma preocupação em discutir coisas relacionadas ao corinthians e não ficar se preocupando em ofender os outros times. É claro que idiotas tem em todo lugar, mas pelo menos existe um controle.

Uma das discussões que está rolando na comunidade esta semana é sobre a música que a torcida vai cantar no sábado se o Corinthians garantir o acesso à série A. Uma das idéias foi
O portão do Roberto Carlos e outra idéia que achei ótima foi Ói n…

Preconceito

Aproveitando esta fase preconceituosa da propaganda política da cidade de São Paulo eu vou falar um pouco sobre estes conceitos predeterminados. Sempre que eu ouço música no carro eu me lembro da propaganda do Renaut Scènic kids e de todos os preconceitos embutidos nela.

A propaganda mostra uma família brigando no carro e um rock tocando no fundo e depois mostra um Scènic com a tecnologia "acalma criança"(dvd) e no fundo tocando música clássica e todo mundo quietinho.

Pra ser frança eu detesto a idéia do acalma criança com TV (dvd, video, filme, desenho ou joguinho). Gosto muito mais quando meus filhos estão pulando no sofá ou fazendo cabaninha no berço da Luísa do que quando estão sentadinhos assistindo TV. E esta idéia de que rock esteja associado à desordem e gritaria é muito preconceituosa!!! No carro ouvimos rock o tempo todo e o stress independe da música: se estão com fome, cansados ou de mal humor qualquer música é estressante.

No geral, ouvimos muito rock no carro (e …

Paixão, amizade, ciúmes (II)

Sabe que estas coisas de relacionamento são muito engraçadas. Eu tinha uma grande amiga que ficou morrendo de ciúmes quando eu comecei namorar com o Sérgio. Pra ela foi como se eu não fosse mais ser amiga dela.
É claro que sempre ocorre um afastamento, mas são coisas que podem ser conciliadas e ao invés de perder a amiga ela poderia ter ganhado um amigo: e foi o que aconteceu!!! Hoje, eles são super amigos e certa vez ela confessou a ele sobre este ciúme, que pra ser sincera eu não percebi.
E eu já fui muito, mas muito, muito, muuuuuito ciumenta. Eu chegava a terminar os relacionamentos por sentir ciúme da pessoa. Minhas amigas de infância e adolescência eram verdadeiras heroínas porque meu ciúme era doentil e eu tinha ciúme até da irmã da minha melhor amiga.
Até que um dia a ficha caiu e eu percebi que a pessoa que mais sofria com isso tudo era eu e que ao invés de trazer as pessoas pra mais perto de mim, eu as afastava. E eu comecei minha luta contra o ciúme com um namorado que me da…

Paixão, amizade, ciúmes

Depois de uma tosse que não me largava de jeito nenhum e de uma dor no braço causada pela posição errada do computador, eu consegui voltar pra contar as novidades. O pior é que não temos novidades...

Nas últimas semanas o Eduardo está em crise: vive reclamando que fica sozinho na escola, que ninguém brinca com ele, que todo mundo fica brigando o tempo todo, etc,etc, etc... Eu já conversei com a professora e ela achou estranhíssimo porque disse que ele brinca com todo mundo, todos os alunos têm o maior carinho por ele porque ele é todo meiguinho e faz amizade com a maior facilidade e resolvemos observar o que está acontecendo.

Como as reclamações por parte dele continuaram eu fui falar com a psicóloga da escola e pensamos juntas em várias coisas que podem estar acontecendo. Ele é o mais novo da classe e está naquela fase em que quer ser grande, forte, maior que todo mundo e apesar de acreditar que já é um mocinho ele continua sendo o bebezinho da turma.

Nos últimos tempos eu percebi que …

Quando mudar de escola???

Acho que meus leitores habituais estão estranhando tanta falação sobre escola. Na verdade já estou pensando nas escolas canadenses para as crianças e estou acompanhando uma discussão muito interessante no site Desabafo de mãe sobre educação e os caminhos pra discutir são muito, né?
Na minha humilde experiência eu aprendi muito sobre meus filhos, sobre as escolas e o que eu procurava pra eles; e principalmente como foi a decisão de mudá-los de escola.
Pra todos entenderem um pouco o que aconteceu com o Eduardo vou ter que descrevê-lo. Desde que nasceu, o Edu nunca teve problemas com timidez: conversa com qualquer pessoa, se sente à vontade em qualquer ambiente, tem muita facilidade de relacionamento. Quando fui procurar uma escola pra ele eu queria um lugar onde ele tivesse contato com outras crianças, onde pudesse desenvolver coisas que em casa eu não poderia. Escolhi uma escola muito conhecida aqui no bairro, com muitas décadas de experiência e que todo mundo acha o máximo. Desde o pri…