Skip to main content

Tudo cor de rosa

Eu sempre detestei a cor rosa e ficava criticando as mães que vestiam suas filhinhas de Barbie. Até que engravidei da Helena e sai alegre e saltitante pra comprar o enxoval e percebi que teria que mudar meus conceitos.

Tudo que é feito para meninas ou é cor de rosa ou é de mau gosto. Eu lutei contra esta realidade o quanto pude mas acabei desistindo e hoje aderi ao rosa até mesmo nas minhas roupas. Claro que aos 37 não dá mais pra fazer o estilo Barbie. Minha chance foi perdida e não vou fazer papel ridículo, mas hoje quando abro meu guarda roupa percebo que ele está meio monocromático saindo do rosinha bebê e caminhando para o roxo (outra cor que eu não usava nem por decreto).

Eu só não sei o que vem primeiro: se a falta de opções ou a lavagem cerebral. A Helena que até bem pouco tempo atrás gostava instintivamente do azul, agora passou a gostar de rosa e nada mais. Se não tiver rosa ela aceita o roxo, eventualmente um branquinho e não tem discussão.

Quando o Eduardo me disse que queria que o passaporte dele continuasse verde, eu brinquei com ele :


- Vou ver em qual país o passaporte é verde.


Diante desta possibilidade de escolha e com um passaporte azul sem graça na mão a Helena se pronunciou:

- Mamãe eu quero um rosa.
- Eu acho que não existe passaporte rosa, Helena.
- Então eu quero um roxo.