Skip to main content

Pela última vez

Existem algumas palavras e expressões que eu evito ao máximo usar. Nunca e radical são duas delas; eu sempre tento usá-las com muita cautela porque usando-as corremos o risco de estar mentindo ou sendo intolerantes.

Estou acrescentando uma expressão a esta minha listinha negra: pela última vez.

Esta semana foi a última semana de aulas nas escolas das crianças, todo ano eu me emociono muito com a despedida da professora e dos amiguinhos. Mas este ano foi muito diferente, tudo foi feito pela última vez, todas as despedidas foram mais dolorosas e com um caráter mais definitivo.

A cada abraço, cada desejo de boas festas, cada tchauzinho de longe me deixou com o coração partido em pensar que talvez eu estivesse vendo aquela pessoa pela última vez e que nunca mais passaria por aquela situação. O Sergio já não sabe mais o que fazer pra me consolar porque entro no carro e desabo; começo chorar compulsivamente e fica todo mundo assustado.

Quem acompanha o blog sempre sabe que eu me preocupo muito com a educação das crianças e que dou muita importância para a escola na vida dos nossos filhos. Hoje eu posso dizer que sou uma pessoa de muita sorte porque, ao contrário de muitos pais, eu consegui encontrar duas escolas maravilhosas que seguem diretrizes muito parecidas com a educação que meus filhos recebem aqui em casa e nas quais nós e as crianças nos adaptamos super bem.

Nestas duas escolas meu filhos foram muito felizes e eu e o Sergio ficamos muito satisfeitos com os resultados alcançados. Vamos sentir muitas saudades daquele ambiente afetuoso onde ficávamos totalmente à vontade, onde fizemos muitos amigos e onde as rianças aprenderam mais do que ler, escrever ou desenhar: aprenderam lições de convivência, amor e respeito.

Provavelmente as crianças ainda voltarão para a escola no início do ano, mas sempre fica aquela sensação de despedida.

Apesar de toda esta choradeira estamos muito felizes com tantas demonstrações de carinho que temos recebidos nestes últimos dias e acho que não tem coisa melhor para um pai do que sentir que seu filho é querido por todos. Fortes emoções!!