Skip to main content

Posts

Showing posts from April, 2009

Vírus no blog

Levei o maior susto quando abri meu e-mail e vi um comentário do blog em um post com um nome super estranho. Fiquei pensando o que poderia estar errado!!! Corri para o blog e percebi que realmente o post estava lá e pra meu espanto com uma história vivida pelo meu maridinho hoje de manhã.

O que acontece é que cadastrei o blog no e-mail dele (aquele compartilhamento de tudo que temos aqui em casa) e quando ele resolveu ter o próprio blog eu acabei usando o mesmo e-mail e assim ficou tudo mais ou menos junto. O problema é que um dos usuários do blog é meio distraído e acabou escrevendo no blog errado!!!

Catholic crosscultural services

Hoje de manhã fui no banco preparar a money order para pagar o aluguel. Dia claro, passou a chuva, mas muito frio, menos de 10 graus. Quer dizer meio frio, rs. Tive que ir a pé, não tenho 3 dolares trocados pelo onibus!!!! Mas foi uma bela caminhada, 35 minutos. Mississauga tá ficando linda com o inicio da primavera.
Mas o objetivo do post não é esse, na volta, resolvi sem ter marcado horário dar uma passada na ccr para ver se eles me ajudam para certificar as cópias (ver post anterior). Minha consultora, uma argentina chamada Dalinda não estava lá. Mas no CCR, como em quase todo o lugar aqui no Canadá, não tem problema, sempre tem um outro consultor disponível (neste caso, um palestino) que pode resolver seu problema.
Mas como diz a Mari, sou o cara mais azarado do mundo, acredita que a máquina de xerox quebrou e não foi possível fazer as cópias (2 por sinal). Eles vão concertar e acreditam que a tarde esteja tudo ok. Vou voltar lá no final da aula de ingles, rs.
Mas a Mari agora não tá…

Vendaval

Ontem fez um dia muito bom; as temperaturas estavam realmente agradáveis e pela janela viamos o dia lindo!!! Pena que foi só pela janela porque tínhamos tantas coisas pra fazer em casa que acabamos não saindo pra lugar nenhum, até porque estávamos sem carro.

No final da tarde ensaiamos um passeio mas eu acabei enrolando tanto que não deu tempo e acabou sendo bom. Em poucos minutos aquele dia lindo foi desaparecendo e uma ventania assustadora apareceu do nada. No site da Weather Channel dizia que os ventos eram de 90 km/h com rajadas de 115 km/h. Realmente assustador.
O predio em frente ao nosso está em construção e eu fiquei com medo que alguma coisa pesada saísse voando de lá e viesse bater no nosso prédio. A quantidade de areia que saiu voando da obra foi impressionante e muitas outras coisas voaram pelos ares. Foi meio desesperador observar as pessoas tentando andar contra o vento; dava pra perceber a força que elas faziam e eu não sei se a Luísa não seria jogada longe.
O que mais me…

Mari

Eu sempre reclamei do meu nome: Marilena. Como as minhas três irmãs têm nomes começados com M (Maria Luisa, Marta e Marcia) minha mãe argumenta que queria manter o M. Eu sempre retruco que existem centenas de nomes com M que me deixariam mais feliz do que o Marilena. Eu adoro, por exemplo, Marina e Mariana e até Maria Helena me deixaria mais contente.

Quando cheguei no Canadá fiquei imaginando como eles me chamariam e até gostei da idéia de ver meu nome pronunciado de forma diferente. Mas nunca imaginei que seria tão horrível: MÉRLINA!!!!

Todo mundo me chama assim. Chega a doer nos ouvidos. Então resolvi que vou levar mais a serio o preenchimento dos formulários em que perguntam como gostaria de ser chamada. A partir de agora será Mari. Pelo menos o Mari fica bom independente da pronúncia.

Swine flu

O assunto do momento nos telejornais hoje está sendo a gripe suína que começou no México mas está se espalhando. 4 casos já foram confirmados na Nova Scotia e mais 2 em British Columbia. Nos Estados Unidos já são 20 casos confirmados.

Ainda não há motivos para pânico, eles dizem, mas sempre dá aquela insegurança. O jeito é tentar se manter informado.

Achei interessante ver a ministra da saúde falando na TV. Diferente do que estou acostumada ela não falou em "nós" ou "o governo", ela usava sempre a primeira pessoa para dizer o que estava sendo feito: "Eu fiz", 'Eu falei".

Todos esperamos que alguma coisa esteja mesmo sendo feita e que se consiga impedir um estrago maior.

Mais informações
Pig flu - este site fala somente sobre a doença e esta sempre atualizando os dados.


Overdose de inglês

Definitivamente estou adorando o curso de inglês. É uma forma bem diferente de ministrar as aulas mas o professor é maravilhoso!!! Foram 2,5 horas de aulas todo dia e como cada um vem de um país não tem aquela históra de conversas paralelas no seu idioma de origem: é o tempo todo todo mundo falando inglês.

O professor além de muito experiente é também muito culto, conhece muitas coisas e enriquece demais as discussões. Sem contar que ele adora o Canadá e nos dá muitas dicas de como se introsar na cultura canadense; como conversar, coisas que eles gostam e não gostam que os imigrantes façam e, claro, dicas sobre como falar.

Quando eu perguntei a ele qual a melhor maneira de estudar o conteúdo das aulas em casa ele me disse pra eu ler muito (jornais, revistas, livros, internet), assistir muita TV, em especial entrevistas e noticiário, ouvir radio. Tentar ver a mesma notícia várias vezes em veículos diferentes e perceber que muitas palavras se repetem. Segundo ele esta é a melhor maneira d…

Primeira aula de inglês

Como não sou de ficar reclamando da vida vamos deixar o crédito pra baixo e falar de coisas boas.
Hoje foi minha primeira aula no curso de inglês e foi maravilhosa. Eu voltei pra casa encantada com o professor que o Sergio até me perguntou se ele era bonito, rs. Mas na verdade eu sou um pouco exagerada: quando gosto eu adoro, mas se não gosto...
Ele foi super simpático e já conhecia a maioria dos alunos, que pelo que percebi gostam muito dele. Foi praticamente uma aula de apresentação, ele falou muitas coisas legais sobre o Canadá e sobre a lingua inglesa. De certa forma esta aula mudou um pouco minha maneira de pensar o idioma inglês e acho que este curso vai ser muito produtivo.
Não posso negar que a classe também é muito boa. Somos em quase 20 alunos, sendo que apenas dois rapazes que ficaram apagados a aula inteira porque a mulherada tomou conta. Quando fiz a minha prova fui para o nível avançado e a pessoa que aplicou o teste sugeriu que eu fizesse listening e speaking. Só que quan…

Sem crédito

Hoje eu entendi direitinho o que significa não ter crédito por aqui. Fomos alugar o Carpet Cleaner e não pudemos porque ainda não temos cartão de crédito nem carteira de motorista canadenses. Fiquei muito decepcionada por saber que terei que ficar mais algum tempo com este carpete sujo, mas também fiquei pensando em como as coisas aqui no Canadá podem ser estranhas.
Quem passa pelo processo de imigração tem sua vida inteira pesquisada em todos os detalhes. Só faltaram os testes genéticos e exames psicológicos para determinar se temos doenças hereditárias e/ou problemas psiquiátricos. O consulado do Canadá tem mais informações sobre a nossa vida do qualquer outro orgão brasileiro e então eles nos deram o "green card", nos aceitaram; as provas foram suficientes.
Entretanto quando chegamos em solo canadense o nosso dossier fica esquecido e temos que começar tudo de novo. Nosso crédito, nossos bons antecedentes, nossa idoneidade, nossa saúde, nosso esforço não valem mais nada e n…

O que faz vc feliz?

Hoje estamos completando um mês de Canadá!!!

Já faz um mês que deixamos São Paulo embaixo de um dilúvio, com um trânsito ainda mais caótico que o normal; deixamos pra trás toda uma vida que construímos com muita luta e determinação e deixamos a famosa zona de conforto.

Hoje eu entendo perfeitamente as caras de espanto, a surpresa geral, aquele gesto negativo com a cabeça... Entendo como é dificil aceitar que uma familia privilegiada como a minha em um país como o Brasil, de repente largue tudo pra começar do zero (e com temperaturas abaixo de zero em boa parte do ano).

Eu tenho certeza que há uns 10 anos atrás, quando eu e o Sergio ainda negociávamos se teríamos 2 ou 4 filhos, uma história como a nossa também me causaria espanto. Em uma sociedade capitalista o que nós fizemos realmente não é coisa de gente normal, não dá mesmo pra entender; não tem explicação que seja suficiente.

Ao contrário do que ocorria no Brasil, por aqui nós matamos pelo menos um leão por dia. Não houve um dia seque…

Que falar com a família todo dia???

Seguindo a super dica da Camila, nós fizemos o Skype In aqui no Canadá. Nem vou explicar muito porque o post da Camila está perfeito e seguindo o passo a passo dela não tem erro.
Depois de fazer os pagamentos do pacote e do número Skype In (com DDD de São Paulo, que é onde a maioria dos meus contatos mora), precisei apenas configurar o meu Skype para transferir minhas chamadas para o meu telefone fixo. Agora mantenho meu skype offline e todas as chamadas são tranferidas para meu número aqui do Canadá.
PS: Tudo bem que a semana passada tivemos alguns problemas e minha linha constava como não existente. Entao entramos em contato com a Transit Telecom e mandamos um e-mail para o Skype com todas nossas informações e o serviço foi normalizado novamente.

Aulas de inglês

A semana passada nós fomos até um centro de ajuda aos imigrantes à procura de um curso de inglês. Chegamos às 7 da noite só pra obter informações e pra minha surpresa eles já quiseram fazer um teste do nosso inglês.

Como estávamos com as crianças eu fui e o Sergio ficou com eles. Eu pensei que seria algo bem rápido e que em seguida o Sergio poderia fazer o teste dele, mas o negócio demorou mais de 1 hora e meia. Primeiro ela me entrevistou, pediu pra eu falar um pouco de mim. Em seguida eu fiz uma listening, depois respondi algumas questões dissertativas e escrevi um pequeno texto falando sobre viver em cidade ou no interior. Quando terminei ela me trouxe um caderninho com três textos e mais uns 20 testes de múltipla escolha.

No final ela me deu a nota e me aconselhou a fazer aulas de conversação. Tenho que fazer a inscrição amanhã e as aulas começam dia 20. O Sergio não pode fazer a prova porque ficou muito tarde. Nós ligamos lá no dia seguinte e só conseguimos agendar a prova dele pa…

Casa com cara de lar

Enfim conseguimos dar uma leve organizada nas coisas por aqui. Ainda temos algumas malas cheias mas para resolver este problema preciso comprar estante para a sala e ármários para o quarto das crianças e para o nosso.

Aos poucos vamos percebendo coisinhas que fazem falta e encontrando soluções para elas. Já nos livramos dos móveis pesados e escuros que o antigo morador deixou por aqui e acho que fiquei tão mal impressionada que comprei tudo branco e agora estou sentindo falta de cor, rs.

A faxina foi difícil; a casa estava realmente cheia de poeira, gordura e limo mas os produtos de limpeza me pareceram realmente bons. Só o limo do meu banheiro que está persistindo. Já passei 3 produtos diferentes mas ainda tem um rosadinho entre alguns azulejos. Pois é, o limo aqui fica rosado!!!

A sujeira da banheira saiu sem eu precisar chegar perto. Eu não encontrei alguns produtos que me indicaram e então comprei um tal de
Mr Clean multi-surfaces e conforme eu ia aplicando na banheira um caldo escur…

A escolha da escola

Apesar das escolas no Canadá serem gratuitas e a criança ter que estudar perto de casa, a escolha da escola não necessariamente é uma tarefa fácil porque aqui existem dois tipos de escola: as chamadas públicas e as católicas.

As duas estão diretamente vinculadas ao Ministério da Educação mas são separadas e cada uma tem suas regras para incrição. Para as escolas católicas a criança tem que ser cristã, ou seja batizada. Uma coisa que eu só descobri quando cheguei aqui foi que a família não precisa necessariamente ser católica e crianças de outras religiões também são aceitas, basta que tenham o comprovante de batismo.

Minha família é católica, eu frequentei a igreja por muitos anos, fiz primeira comunhão, crisma, participei de grupos de jovens, enfim, fui uma católica bem praticante mas hoje não frequento mais e pra ser bem sincera não pretendo voltar a frequentar, pelo menos não por enquanto. De qualquer forma meus filhos poderiam, em tese, estudar em uma escola católica porque são bati…

Caminho das Indias

Eu sei que todo mundo acompanha a novela da globo. Eu não acompanhava no Brasil, mas quem diria, estou aprendendo muito sobre a India aqui em Mississauga. E não só sobre a India, sobre os muçulmanos também!!!

Estamos, ao que parece, bem no centro da cidade e também bem no meio das colonias de indianos e muçulmanos. No meu prédio eles são maioria assim como na escola do Edu. Tem sido uma experiência interessante e eu não me canso de olhá-los. Em especial as mulheres: as indianas com suas roupas super coloridas e muitas tão bonitas quanto a Juliana Paes. Já as muçulmanas com seus lenços coloridos cobrindo a cabeça e também muitas mulheres lindas.

Eventualmente encontramos com mulheres usando a burca. Até aconteceu uma história engraçada relacionada a isso. No primeiro dia de aula do Edu eu fui buscá-lo a pé e quando estávamos voltando eu percebi que o Edu olhava pra trás o tempo todo e super desconfiado. Quando olhei pra ver o que era percebi que bem perto de nós estava uma mulher de burc…

Falando inglês

Eu fico impressionada com a minha cara de pau quando tenho que perguntar alguma coisa para alguém. Não sei o que aconteceu mas eu simplesmente perdi o medo, a vergonha, e quando não sei a palavra em inglês já aviso que não sei o nome mas vou explicar o que eu quero.

Foi assim com o humidificador. Cheguei na Walmart e disse para o funcionário que eu queria um aparelho mas não sabia o nome e expliquei: ele solta vapor d'água no ambiente para aumentar a umidade. Foi até engraçado quando ele disse: humidifier (que obvio!!!).

E quando não entendo o que me perguntaram não tenho vergonha de pedir que repitam e quantas vezes forem necessárias. O legal é que todo mundo tem sido super paciente e ninguém me deixou, até agora, sem resposta.

Mas o que está sendo legal mesmo é ver as crianças. A Helena passa o dia falando um inglês que ela inventou. Ela pega o celularzinho dela e fica na frente do espelho fazendo caras e bocas e misturando o português com palavras inventadas. O interessante é que …

Eduardo na escola

Dia primeiro de abril foi a inscrição das crianças para o grade 1 e lá se foi o Sergio para inscrever o Eduardo e ter informações sobre o kindergarten. Mas bastou dizer que o Edu nasceu em 2003 para ser mandado direto para a administração da escola porque o Edu já podia começar as aulas no dia seguinte no senior kindergarten.

E lá fomos nós levá-lo com seu lanchinho para o primeiro dia de aula. Fomos direto à administração onde uma senhora nos acompanhou até a sala dele e nos apresentou à professora. Os 5 entraram na sala e foram olhar cada cantinho acompanhados da professora. Ela foi super solícita com a gente, nos mostrou tudo e explicou mais ou menos como funcionavam as coisas. Me pediu pra providenciar uma mochilinha pra ele levar nas costas e avisou que o lanche tem que ser bem simples. Só é permitido que se leve água, não pode levar suco, refrigerante, leite ou outro líquido. Pode levar bolachinha ou pãozinho mas sem chocolate ou
nuts devido aos riscos de alergia. Também é proibi…

3 dias na IKEA

Infelizmente não pude ver as dicas antes; só conseguimos internet ontem e ainda estamos comprando móveis pra casa. Mas sempre dá tempo porque a casa estava realmente suja. Eu tenho passado aspirador de pó todos os dias mas ainda nao consegui acabar com o pó acumulado. Vou experimentar os produtos indicados para a banheira porque uma delas está nojenta e ainda nao estamos usando.


Mas, apesar da sujeira, o apartamento é bem legal. A sala é bem clara e espaçosa, a cozinha tem muitos armários pra esconder as bagunças e um dos quartos é bem grande e vai caber com conforto as caminhas das crianças e os brinquedos.


Hoje os nossos móveis chegarão e então a casa ficará com uma carinha melhor. Compramos tudo no Ikea e foi uma aventura de varios dias. No primeiro dia eu detestei tudo o que vi e saímos de lá horas depois sem nenhuma agulha.


No dia seguinte fomos a outras lojas e eu cheguei à conclusão de que neste momento o nosso bolso só comportava os móveis da Ikea mesmo. Entao no final da tarde…