Skip to main content

Sem crédito

Hoje eu entendi direitinho o que significa não ter crédito por aqui. Fomos alugar o Carpet Cleaner e não pudemos porque ainda não temos cartão de crédito nem carteira de motorista canadenses. Fiquei muito decepcionada por saber que terei que ficar mais algum tempo com este carpete sujo, mas também fiquei pensando em como as coisas aqui no Canadá podem ser estranhas.

Quem passa pelo processo de imigração tem sua vida inteira pesquisada em todos os detalhes. Só faltaram os testes genéticos e exames psicológicos para determinar se temos doenças hereditárias e/ou problemas psiquiátricos. O consulado do Canadá tem mais informações sobre a nossa vida do qualquer outro orgão brasileiro e então eles nos deram o "green card", nos aceitaram; as provas foram suficientes.

Entretanto quando chegamos em solo canadense o nosso dossier fica esquecido e temos que começar tudo de novo. Nosso crédito, nossos bons antecedentes, nossa idoneidade, nossa saúde, nosso esforço não valem mais nada e nos misturamos á multidão.

Não estou dizendo que eu queria um status diferente por aqui ou que eu quisesse algum tipo de privilégio mas antes de vir temos que ter em mente que o que fizemos aí no Brasil pelo nosso processo vai ficar por aí. Aqui nós somos estranhos e ninguém sabe ao certo como viemos parar aqui. Até agora eu não encontrei um único imigrante que tenha vindo como skilled worker. Já conheci pessoas com varios tipos de vistos e com regras totalmente diferentes das nossas.

A minha vizinha veio do Paquistão através do British Council, não sei detalhes de como foi isso mas segundo ela me informou, a sua família só pode trabalhar em Ontário. Uma amiga do curso de inglês veio da Colombia como refugiada mas ainda está com o processo em andamento. Eu conheci também muitas pessoas que estão naquele processo de reunião familiar.

O antigo morador deste apartamento recebe correspondências quase diárias do governo do Canadá. São vários envelopes de papel reciclado que chegam por aqui em nome dele e da esposa. Parece que governo canadense não foi avisado que ele ia partir. Varios bancos e cartões de crédito também não.
Se por um lado é decepcionante saber que vc não é ninguém por aqui, por outro lado não deve ser fácil separar o joio do trigo. E por mais que as pessoas simpatizem com a gente, fiquem chateadas por, não sei como, perceberem que poderiam confiar em nós, existem regras fechadas e todos temos que cumprí-las. O jeitinho brasileiro não funciona por aqui, pelo menos não nesta esfera pequena de alugar um equipamento na loja de departamentos.