Skip to main content

Posts

Showing posts from July, 2009

Coisas de mim

A Ana Célia me deixou este meme no blog dela há algum tempo e vou faze-lo agora:


As regras desse meme sao:


- Colocar seis coisas aleatorias sobre voce..
- Indicar mais 6 pessoas e colocar os links no final do post.
- Deixar a pessoa saber que voce a indicou deixando um comentario para ela.
- Deixar os indicados saberem quando voce publicar seu post.


Então vamos lá:


1 - Eu não tenho grandes problemas em fazer a faxina da casa. Ás vezes eu até gosto. Mas tem duas coisas que eu simplesmente odeio fazer e tenho que fazer quase todo dia: arrumar cama e guardar louça. Sempre que posso eu empurro estas duas tarefas para o Sergio ou tento ensinar as crianças a arrumarem suas proprias camas, rs.

2 - Eu adoro lojas de móveis, de materiais de construção e coisas pra casa. Eu posso passar o dia todo dentro de uma loja destas e não me canso. Esta semana nós fomos para a Ikea as 11 da manha e passamos o dia lá escolhendo algumas coisas, comprando outras e eu só não fui direto para a Home outfitters quand…

Festas de aniversário

No final de semana passado nós fomos em dois aniversários em buffet canadense. Os convidados eram quase todos brasileiros, rs, mas a festinha foi canadense, rs.

A princípio a gente torce o nariz porque o diferente sempre incomoda, mas depois, pensando com calma não deixa de ser interessante e o principal: as crianças sempre se divertem muito.

Acho que nós, brasileiros, estamos acostumados com aquele estilo "festa para a familia". As nossas festas sempre são feitas pensando em agradar a todo mundo que está na festa, então quando organizamos uma festa infantil pensamos nas brincadeiras para as crianças e nas coisas que vão agradar os adultos (comida, bebida, música, dança). E muitas vezes a festa infantil privilegia o divertimento somente dos adultos e as crianças ficam correndo de um lado pro outro sem ter muito o que fazer.

O que percebi nas festas aqui é que a preocupação é com as crianças. Nos buffets não tem nada para adulto e além de termos que tirar os sapatos (praxe por …

Semana difícil

Ao contrário do que eu imaginava, esta primeira semana foi bem complicada pra nós. Tivemos muitos contratempos e algumas contrariedades que chegaram a me deixar bem desanimada.

A primeira delas foi perceber que o dono da nossa casa é um amor de pessoa mas é muito ciumento e morre por esta casa. Se ele tiver que escolher entre a casa e a esposa eu acho que a casa ganha. Eu imagino a situação dele tendo que alugar o lugar que ele escolheu para viver e até o compreendo, mas me sinto meio desconfortável sabendo que ele fica "nos vigiando". Eu sou muito detalhista em algumas coisas e por mais que ele apareça na surdina eu acabo percebendo que ele passou por aqui e onde ele foi.
Sem contar que ele se sente em casa e quando chega, nem bem eu abro a porta ele já vai entrando de chinelão e tudo como se estivesse na sala da casa dele. Outro dia ele marcou com um técnico para verificar umas coisas na lavanderia em um horário bem conveniente para ele: entre 6 e 10 PM. Ás 5:30 ele chega e…

Ainda bem que eu sou indecisa

Eu ando super sumida porque ainda estou arrumando minha casa!!! Estamos tendo um certo problema por causa do barulho... que fazemos aqui em cima. O assoalho de madeira faz o maior barulhão mesmo quando andamos devagar e para tentar amenizar um pouco as coisas para as moradoras lá de baixo nós passamos a semana procurando tapetes para a casa inteira.

Já medi todos os cômodos da casa 500 vezes e já fui várias vezes às principais lojas que vendem tapetes da região. Quando penso que vou comprar acabo me deparando com uma medida diferente, fico indecisa quanto ao tamanho, a cor, a textura, o preço e acabamos voltando pra casa de mãos abanando.

Sem exagero nenhum nós fomos a semana inteira (segunda a sexta) até a Home Outfitters "paquerar" os tapetes e não chegamos a nenhuma conclusão.

Minha mãe tem um didato muito usado por ela para moças que trocam muito de namorado: "quem muito escolhe, acaba saindo escolhida". E foi mais ou menos o que aconteceu conosco em relação ao t…

Mundo pequeno

Eu nasci e cresci em uma pequena vila na zona norte da cidade de São Paulo. Morei lá praticamente até me casar e mesmo depois do casamento ia pra lá toda semana visitar meus pais.

O bairro é bem pequeno mas cresceu na vertical nos últimos anos e então o movimento aumentou bastante, mas na parte onde fica a casa da minha mãe os moradores são bem antigos, muitos moram por alí há mais de 30 anos e ainda encontro muitos amigos de infância que vão até lá visitar os pais (ou ainda moram lá).

Poucas semanas antes de vir para o Canadá eu fiquei sabendo que a irmã de um amigo meu estava morando em Edmonton. Nós nos conhecíamos apenas de vista porque ela é um pouco mais nova que eu. O meu amigo infelizmente faleceu há algum tempo atrás e então perdi o contato com toda a família deles.

Pois não é que mais ou menos na semana que nós embarcamos para o Canadá, ela foi para o Brasil e encontrou com minha mãe??? Minha mãe passou meu e-mail, nós nos correspondemos algumas vezes e só agora ela voltou par…

Imigrantes de luxo

Hoje saiu no site da Globo esta reportagem sobre a imigração de brasileiros para o Canadá. Gostei muito da matéria, diferente de outras que já vi esta dá uma visão um pouco mais realista sobre o processo de imigração apesar de só mencionar o processo por Quebec.

Agora mais legal que a reportagem, são os comentários. Algumas pessoas estavam inconformadas com a covardia de quem sai do país, outras diziam que só sai do país os profissionais incompetentes porque gente como o "Silvio Santos" não deixa o Brasil (esta foi ótima!!!). Mas legal mesmo foi toda uma discussão sobre a violência em Londres (mas a noticia não era sobre o Canadá??).

Enfim, eu gostei muito, achei que foi informativa e deu um caminho para quem pretende sair do país por qualquer motivo e não conhecia esta opção. Como já disse varias vezes, imigrar não é pra todos, o processo de imigração é dificil e a adaptação por aqui pode ser bem complicada para muitos.

Mas não somos mais crianças, né?? Cada um tem que saber d…

Quando os gatos saem...

... os ratos fazem a festa.
E que festa!!! Minha adorável companheira aqui debaixo me avisou ontem de manhã que faria um churrasquinho para comemorar o niver da irmã.
Poxa, o que é que tem? É só um churrasquinho inocente.
Tão inocente que terminou à meia noite com os amigos inocentes dela uivando feito lobos no cio e deixando pra trás uma bagunça absurda!!!
Mas tudo bem, ela vai limpar tudo no domingo porque ela é, segundo suas próprias palavras: canadian borned and raised!!!
Pois bem, a mocinha hoje levantou animada para a limpeza mas parece que desistiu no meio do caminho. Para não pressioná-la eu nem deixei as crianças irem lá no fundo mas da janela do meu quarto eu não precisei procurar para encontrar restos de fitas amarrados nas árvores (tudo bem, Marilena, não seja chata, é só uma fitinha)!!! O lixo todo misturado, bagunçado e cheio (tudo bem Marilena, não seja chata, tinha muita coisa e não deu pra separar)!!! Um monte de bituca de cigarro espalhadas pela grama toda (tudo bem Mar…

Preocupações do Eduardo

Enquanto eu me distraio com jardim, casa, parques, o Edu se preocupa com coisas realmente importantes e sérias.

- Mamãe, como eu vou encontrar a moça que vai casar comigo?

- Sei lá, Edu: na escola, no trabalho. Quando vc crescer vc vai conhecê-la em algum lugar e vai casar com ela.

Ele pensou, pensou e perguntou:

- E ela vai ser bonita, né?

- Provavelmente sim; não se preocupe porque vc vai achá-la bonita!

Passado um tempo, vem ele:

- Mamãe, e como eu vou fazer pra não vir nenhuma moça feia?

- Bem, se vc não gostar dela vc deve dizer pra ela. Claro que vc não vai dizer que ela é feia (olha onde a gente aprende a dar desculpa esfarrapada!!!): vc diz que gosta muito dela, que ela é legal mas que vc não quer namorar com ela.

- Ahhh tá!

Um tempão depois, Eduardo ainda insiste no assunto:

- Mamãe, como eu vou saber que ela não é uma bandida (pra ele todo tipo de criminoso é bandido).

- Bem, as vezes dá pra perceber que a pessoa é bandida.

- Mas e se eu casar com ela e descobrir depois que ela é bandid…

Terra Santa

Uma das poucas lembranças que tenho do meu avô paterno foi de uma conversa que tivemos quando eu tinha uns 13 anos e ele estava me falando de como era a cidade onde ele nasceu em Portugal. Me lembro nesta conversa dele falando que ao chegar ao Brasil ficou maravilhado com aquela "Terra Santa" onde basta se jogar as sementes no chão para elas se desenvolverem.
Mais ou menos como ele, eu tenho andado maravilhada com esta outra "Terra Santa" onde as plantas têm poucos meses para nascerem, crescerem, darem frutos e perpetuarem a espécie. Elas não têm muito tempo pra ficar se espreguiçando a aproveitando o sol da manhã; precisam ser rápidas e precisas para conseguirem chegar à próxima Primavera.
Há 4 meses atrás não parecia que hj teríamos tanta abundância de flores, folhas e frutos em todos os jardins. E todo mundo trabalhando intensamente porque é agora ou nunca.
De certa forma os colonizadores precisaram ser assim também: não havia lugar para acomodação. Eu sempre fico…

Correria e saudades

Eu sempre estou passando por aqui e tentando me manter atualizada com o que vcs escrevem, mas está quase impossivel escrever. Tenho vários posts na cabeça mas não tem dado tempo.
Começamos a nossa mudança com o pé direito, que no nosso caso significa temporal. Nós até comentamos que quando nos casamos no civil caiu um temporal enorme em São Paulo e meu cunhado que estava dando uma carona para o Sergio até parou o carro para esperar São Pedro dar uma tregua.
Nossa vinda para o Canadá também foi banhada a chuva e então nossa chegada em Toronto não poderia ser diferente. Confesso que fiquei assustada quando olhei pela janela do apartamento e vi aquela chuva torrencial e uma ventania assustadora. Mas com um pouco de sorte o caminhão chegou em Toronto com o tempo mais aberto e deu tudo certo.
A casa é maior do que eu imaginava e deu trabalho colocar tudo no lugar com aquele quintal me chamando o dia inteiro. As crianças passam o dia pedindo pra ir comer frutinha e a amoreira da vizinha está …

Brincando de casinha

E enfim está chegando a hora de me mudar: já estou me despedindo das coisas em Mississauga. Não que eu vá para muito longe daqui, mas certamente não virei com tanta frequência até porque Toronto é gigante e tem muitas coisas para conhecer ainda. Passei a semana embalando coisas mas percebi que juntei muita tralha nestes 4 meses e minhas 7 malinhas não dão pra nada. Amanhã o caminhão vem buscar os móveis e já passarei a escrever direto de Etobicoke.
Estou animadíssima!!! A casa estava muito limpa e não tive trabalho nenhum. Eu tenho a impressão que o landlord fez uma faxina completa porque um paninho úmido já deixou tudo tinindo!
O Edu está todo animado em ter um quarto só pra ele. Nós compramos uma cômoda para o quarto dele e ele praticamente a montou sozinho de tanta animação. Não sei o que a Helena vai achar da idéia quando perceber que vai dormir sozinha com a Luísa em outro quarto, rs.
Mas meu grande encantamento está no jardim. Estou completamente apaixonada por ele, e não sou só eu…

Sorriso sem graça

No último dia de aulas de inglês o Sergio apresentou uma peça junto com seus colegas de classe e a família toda foi assistir. Como chegamos um pouco mais cedo ficamos esperando no refeitório da escola, tentando comprar um salgadinho para as crianças (a máquina não aceitou nenhuma das notas que eu coloquei nela).
Tinha um rapaz consertando a porta enquanto eu fazia hora por ali com as crianças e em determinado momento ele começa puxar papo:
- Seu marido é professor de inglês?
- Não, ele é aluno.
- Lindas crianças, os três são seus?
- Sim, são meus.
- Uaaauuu, vc está super bem para quem teve três filhos!!

Se fosse no Brasil acho que eu encararia numa boa; se bem que homem não costuma fazer este tipo de comentário, né? Mas aqui? Fiquei super encabulada e sem saber o que dizer. Dei um lindo sorriso amarelo, agradeci e levei as crianças para darem uma volta antes da peça.
Não preciso dizer que o Sergio não gostou nadinha desta história, rs.

3 anos

Quase me esqueci que hoje o blog está completando 3 aninhos!!! Já está virando um menininho!!!
Quero agradecer muito toda a atenção que recebo com ele e as muitas amizades que tenho feito. Este blog me ajudou muito na longa espera pelo nosso processo de imigração e está nos ajudando nestes primeiros meses de adaptação ao Canadá. Sem contar que tenho eternizado muitos momentos da nossa vida por aqui com todas as nossas histórias.
Através deste cantinho eu também conheci muitas outras histórias de vida, muitas experiências incríveis e muitas amizades virtuais estão se tornando reais e estas pessoas estão passando a fazer parte tambem da vida do meu marido e dos meus filhos.
É um grande prazer abrir meu e-mail de manhã e encontrar tantos recadinhos tão simpáticos e gentis. É muito bom saber que várias pessoas passam por aqui todos os dias e mesmo em silêncio me acompanham.
Este blog começou na minhas pesquisas sobre o Canadá e na vontade de escrever o que eu sentia a este respeito. Mas assim…

Correria

Estes período pré mudança é terrível pra mim. Eu sempre fico meio enrolada porque muitas coisas ainda não podem ser empacotadas mas é perda de tempo organizar os armários e então a bagunça vai se acumulando.

Sem contar que as crianças adoram uma bagunça e fazem a festa com as malas e caixas que estão sendo arrumadas.
Eu já não aguento mais de ansiedade porque não tenho muita paciência para ficar esperando. Fico o tempo todo pensando na casa, onde vou colocar cada coisa, como vou organizar cada armário, o que pretendo fazer no jardim, etc etc...
E como já estamos com as chaves eu fico nervosa de não poder já resolver tudo. Mas não posso!!! Tenho que esperar até sábado para levar as coisas com o caminhão de mudanças.
Enquanto isso eu vou tentando me distrair com planos, muitos planos... E sempre que saímos em direção a Toronto, damos uma passadinha na casa só pra garantir que ela ainda está nos esperando.
Quintal

Casa nova

Aos poucos estou aprendendo que alugar uma casa por aqui não é assim tão facil quanto eu pensava. Corretores de imoveis são iguais no mundo todo, rs.
Quando cheguei na minha casa nova descobri que ela não está assim tão nova quanto eu achei da primeira vez e muitas coisas que a corretora garantiu que ficariam na casa foram na verdade trocadas pelo proprietário. Mas também foi uma certa ingenuidade nossa achar que o proprietário deixaria coisas novinhas para um inquilino sendo que ele ainda morava na casa, ou seja, as coisas eram dele!
Mas o que mais me abalou foi não ter lava-louça. Nem tanto por não ter mas por ter sido enganada pela Realtor que nos afirmou que tinha e disse até a posição onde ficava quando o Sergio disse não lembrar de ter visto. Lamentável!!! Mas o azar é dela porque foi nosso último "trabalho" juntas!
O proprietário disse que a esposa não gosta de lava-louça porque as crianças ficam subindo nela e estragam tudo???!!! Estranho porque também tenho três filhos…

Coisas do Canadá (2)

Apesar de ter sido anexada à cidade de Toronto em 1998, Etobicoke parece manter uma certa independência em algumas coisas.
Já faz alguns dias que os coletores de lixo de Toronto estão em greve. Nós fomos para o down town e alguns lugares estão imundos...
Ontem fui pegar a chave da minha futura casa (varios sentimentos, rs) e fiquei surpresa em ver tudo limpinho! Então descobri que o sistema de coleta em Etobicoke continua trabalhando normalmente.
Descobri também que precisarei de um calendário para os primeiros meses porque a coisa não é lá muito simples:
1 vez por semana é feita a coleta do lixo orgânico: alimentos e fraldas (fraldas???!!! - será que entendi direito???).
1 vez a cada 15 dias coleta do lixo reciclável: precisa ter cuidado porque se colocar no reciclável coisas não recicláveis corre-se o risco do coletor não levar nada.
1 vez a cada 15 dias (intercalado com o reciclável) coleta do lixo comum: imagino que seja o resto.
PS: as instruções foram passadas pelo dono da casa. Agora…

Oi Toronto

Quem está vindo para o Canadá está sempre ávido por informações e opiniões de quem já está por aqui. Eu vi no blog do Cláudio e da Elaine uma entrevista que eles deram para o Oi Toronto falando da experiência deles e fui ver se encontrava mais depoimentos.
Tem algumas entrevistas com brasileiros que já vivem em Toronto e algumas reportagens sobre a cidade. Acho que vale a pena dar uma olhada pra ajudar a entender um pouco mais do que a gente passa por aqui, rs.
A reportagem sobre o PATH é muito interessante. Eu estive lá a semana passada mas não consigo descrever com exatidão o que é aquilo. As imagens e as explicações da reporter são bem mais eficazes.
Divirtam-se no OI TORONTO