Skip to main content

Preocupações do Eduardo


Enquanto eu me distraio com jardim, casa, parques, o Edu se preocupa com coisas realmente importantes e sérias.

- Mamãe, como eu vou encontrar a moça que vai casar comigo?

- Sei lá, Edu: na escola, no trabalho. Quando vc crescer vc vai conhecê-la em algum lugar e vai casar com ela.

Ele pensou, pensou e perguntou:

- E ela vai ser bonita, né?

- Provavelmente sim; não se preocupe porque vc vai achá-la bonita!

Passado um tempo, vem ele:

- Mamãe, e como eu vou fazer pra não vir nenhuma moça feia?

- Bem, se vc não gostar dela vc deve dizer pra ela. Claro que vc não vai dizer que ela é feia (olha onde a gente aprende a dar desculpa esfarrapada!!!): vc diz que gosta muito dela, que ela é legal mas que vc não quer namorar com ela.

- Ahhh tá!

Um tempão depois, Eduardo ainda insiste no assunto:

- Mamãe, como eu vou saber que ela não é uma bandida (pra ele todo tipo de criminoso é bandido).

- Bem, as vezes dá pra perceber que a pessoa é bandida.

- Mas e se eu casar com ela e descobrir depois que ela é bandida?

- Então vc se separa dela.

- E eu posso chamar a polícia pra prender ela?

- Claro que pode Edu.

Ufa!!! Eu imagino o alívio que ele está sentindo por poder se livrar das mulheres feias e/ou bandidas.