Skip to main content

Falando e falando inglês

É uma delícia acompanhar o crescimento e desenvolvimento das crianças bem de pertinho. Eu agradeço todos os dias por esta oportunidade. Todo dia tem novidade por aqui e eu me divirto muito apesar de alguns acidentes de percurso.


Se para nós, adultos, qualquer mudança nos deixa meio atordoados, eu fico imaginando como não fica a cabecinha deles que nem sabem direito o que está acontecendo.


A Luísa nas duas últimas semanas soltou a lingua, e em português, por enquanto.


Até a semana passada ela estava na fase Barbooosa (aquele personagem da TV Pirata que repetia a última palavra das frases, lembram?). Mas esta semana não sei o que aconteceu que ela começou falar frases completas e de vez em quando coloca até os artigos.


Esses dias eu estava lendo O grande livro dos lobos (que eles adoram!!!) e a Luisa me perguntou:


- Mamãe, o coyote morde criança?


A coisa mais linda!!!


Apesar de não estar gostando ainda das aulas do Linc, eu tenho um ótimo motivo para ir até lá todos os dias: as meninas estão adorando. No primeiro dia a Luísa chorou um pouco mas assim que eu saí de perto ela parou (fiquei atrás da porta ouvindo, rs). Já a Helena nao chegou a chorar mas fica dando beijos e abraços e não me deixa ir embora, rs. A partir do terceiro dia as duas já ficaram super bem: deram tchau tranquilamente e foram para o colo da "tia".

Todo dia elas chegam em casa contando alguma coisa diferente que fizeram e cantando as musiquinhas que aprenderam. É muito interessante observar o aprendizado do inglês delas. Muitas vezes a Helena canta partes das músicas falando as palavras corretamente e então ela me pergunta:


- Mamãe, o que é clean up em inglês?


O triste é que algumas palavras e expressões estão entrando definitivamente para a linguagem falada do dia a dia e quando eu vejo, eu mesma já estou falando em inglês: obrigada, por favor, com licença, tudo bem, legal, ai meu deus!!!, de nada, vem aqui, fica quietinho, fazer xixi, entre outras.


Hoje eu peguei um brinquedo que a Luísa queria e ela na maior naturalidade disse:


- Thank you mamãe.

O Edu também está aprendendo muita coisa na escola. Todo dia ele chega em casa com palavras novas e a pronúncia corretissima. Sem contar que já entende muitas coisas e não tem medo de tentar. Hoje ele me contou que as vezes não entende o que a professora falou mas que então varios colegas tentam ajuda-lo a entender. Alem da Débora, que é brasileira, ele tambem já fez amizade com outras crianças e hoje estava me contando:

- Mamãe, as vezes todo mundo quer brincar comigo e eu não sei dizer que eu quero brincar com outra criança.

Imagino como seria complicado pra mim, mas ele tira de letra e só se diverte.

E então eu vou percebendo a grande dificuldade que vários amigos têm em manter o português dos filhos. Não é facil, porque nós também estamos expostos à lingua o tempo todo. E no meu caso, eu também estou aprendendo a falar, tentando melhorar meu vocabulário, minha pronúncia e o tempo todo ouvindo ou lendo em inglês. Chega uma hora que o tico e o teco se cansam de tanto troca-troca e sem perceber a gente começa colocar palavras em inglês no meio das frases ou traduz horrivelmente expressões do inglês para o português.



Nesta história de traduzir pra lá e pra cá a gente tem a impressão de que está esquecendo o portugues. Imagine que lindo esquecer o portugues e não aprender o inglês!!!Em breve vamos ter que usar a linguagem dos sinais para se comunicar. Pelo menos nesta eu acho que não teremos sotaque.