Skip to main content

O próprio coelho da Alice


Inspiradíssima neste post aqui do Croissant da Carol Nogueira, eu tenho me sentido exatamente como o coelho da Alice no País das Maravilhas: estou sempre com pressa, sempre sem tempo, sempre na correria e no final, as vezes eu nem sei porque estou correndo tanto e sempre fazendo coisas chatas.

Na verdade vou confessar aqui só pra vcs que tenho um grande defeito de fabricação: eu preciso de uma sequência para fazer as coisas.

E que raios isso significa, Marilena?

Funciona mais ou menos assim: eu monto uma sequência maluca para realizar determinadas tarefas e só consigo passar para a próxima quando a anterior está completa. Geralmente eu tenho uma obrigação para fazer antes de alguma diversão e enquanto a obrigação não é feita eu não consigo me divertir muito, rs.

Então, antes de fazer um bolo (diversão), por exemplo, eu tenho que necessariamente arrumar a cozinha do almoço (obrigação). Não importa que com o bolo eu vou sujar tudo de novo, mas não consigo fazer o bolo enquanto a louça do almoço nao esta lavada.

Não consigo sair de casa se as camas estão desarrumadas, ou se a sala está com bagunça, mesmo que sejam duas bonequinhas que as meninas deixaram em cima do sofá, rs. As vezes está todo mundo no carro pronto pra sair e eu estou terminando de juntar os últimos brinquedos que estavam espalhados em algum lugar.

Não preciso dizer que acabo sendo sempre a última a sair e todo mundo de cara feia achando que eu estava na frente do espelho arrumando o cabelo, rs.

Apesar de não ter mania de limpeza (igual uns e outros que conheço por ai, rs, rs, rs) eu não gosto de estar me divertindo se tenho obrigações incompletas me esperando. Fico sempre com um certo sentimento de culpa pensando que em algum momento vou ter que terminar aquilo e acabo não me divertindo como poderia.

Só que as tarefas são muitas e não acabam nunca e assim eu ando sempre correndo, sempre sem tempo, sempre olhando no relógio e tentando fazer o tempo parar. Eu me sobrecarrego de atividades desnecessárias e acabo não usando meu tempo com coisas divertidas e que tenho vontade de fazer.

É bem verdade que já melhorei muito aqui no Canadá. Primeiro porque meu marido-ajudante me auxilia muito com as tarefas chatas e diminui meu trabalho em uns 40%. Segundo porque foi tão grande a espera para estar aqui e foi tanto tempo de mãos amarradas sem poder realizar muitas coisas que eu acabo me obrigando a aproveitar as coisas e me policio para não me escravizar novamente com as tarefas chatas do dia a dia e relaxar um pouco.

Ainda assim, estou sempre sem tempo e com uma lista enorme me esperando o tempo todo. Sim, eu faço lista de tarefas. E elas me ajudam muito a me organizar e a organizar meu maridinho que, ajuda mas é bagunceiro, rs. Minha agenda sempre tem uma listinha de tarefas e no armário da cozinha eu sempre tenho uma listinha de compras.

Ontem, eu fiquei especialmente chateada porque fiquei organizando a casa e acabei não brincando muito com as crianças. Esta noite não dormi bem porque a Luísa está tossindo e eu acordo o tempo todo. No meio da noite ela veio para minha cama e então não consegui dormir mais mesmo, mas a deixei com a gente. Agora, elas estão dormindo e eu aproveitando o tempo livre pra fazer coisas que gosto, como ler as noticias, meus blogs preferidos e escrever um pouco. Mas o peso na consciência está aqui comigo porque minha lista de tarefas está bem aqui na minha frente me chamando para a correria...