Skip to main content

Posts

Showing posts from December, 2009

Retrospectiva 2009

Eu adoro assistir a retrospectiva no final do ano. Quantas tiverem, quantas eu assisto, rs. Acabei de assistir a retrospectiva do Globo reporter pelo site da globo. Foi meio trabalhoso e tive que ir vendo em capítulos porque eles não liberam tudo de uma vez para não assinantes, mas ainda assim foi bem legal.

Feliz Natal

Uma passadinha rápida para desejar a todos um Feliz Natal!

Por aqui, um chuvisquinho chato mas sem reclamações porque ontem caiu uma nevinha fina que foi suficiente para deixar o quintal todo branquinho e nos proporcionou uma noite de Natal linda!
Tudo foi meio feito na última hora porque tivemos muitos contratempos esta semana mas no final tudo acabou dando certo.
Pela primeira vez na vida eu assei um peru; e mais, eu temperei um peru, rs. Mas apesar de alguns atropelos ficou bem gostoso e todo mundo aprovou.
O papai noel também entrou na correria; não teve nenhuma oportunidade de embrulhar os presentes e acabou fazendo isso a 1 e meia da manhã quando as crianças já estavam dormindo e no último minuto resolveu trocar o presente da Helena com o da Luísa. Dá pra acreditar que elas "escreveram" uma coisa na cartinha do papai noel (há um mês) e mudaram de idéia na última hora!!!??? Pelo menos uma queria o presente da outra pra facilitar. No final a troca foi um sucesso!!!

Coisas impensáveis

Tem coisas que a gente ouve a vida inteira e passa a creditar como sendo verdade absoluta.

Eu cresci ouvindo dos meus pais que "feijão é que cria brasileiro" e que "arroz e feijão é a melhor combinação para uma alimentação saudável". Assim, mesmo não gostando muito de feijão eu sempre fiz feijão lá em casa, em São Paulo e continuo fazendo aqui no Canadá.

Acontece que de uns tempos para cá as crianças parecem que enjoaram de feijão e quase ninguem mais come quando eu cozinho. Como feijão não está a preço de banana por aqui (nem a banana) eu não tenho cozinhado muito pra ver se eles ficam com "saudades" e estou tendo que pensar em alternativas. O arroz também não tem feito muito sucesso por estas bandas e, em especial o Edu e a Luísa não têm comido arroz com a voracidade que tinham antigamente. Então ontem, eu fui ao supermercado e acabei demorando mais do que queria e quando cheguei em casa tive que improvisar alguma coisa para o jantar. Fiz purê de batata…

E a tocha também passou por Toronto...

... mas nós a vimos em Mississauga, rs.
Fomos até o centro de Mississauga para ver a passagem da Tocha Olímpica que está atravessando o Canadá em direção a Vancouver onde ocorrerão os jogos de inverno de 2010. De quebra vimos também a prefeita de Mississauga com toda sua animação. É impressionante como esta senhora é animada e dinâmica.
Do centro de Mississauga nós fomos para Port Credit, onde conseguimos mais algumas fotos e o edu segurou uma das tochas por alguns segundos, rs.
Apesar do frio, muita gente estava lá prestigiando. Eu não vejo a hora dos jogos começarem porque simplesmente adoro Olimpíadas. No Brasil eu assistia todos os jogos que podia e já acompanhei também Olimpíadas de inverno, infelizmente com menos opções televisionadas. Acho que este ano vou poder me divertir bastante e com muitas opções e esperar 2015 para assistir os jogos Pan Americanos e quem sabe ver alguns jogos in loco.

Mudança de escola

Terminou o ano e eu terminei o meu Linc. Há umas duas semanas atrás a minha professora disse que eu deveria procurar outra escola porque já tinha atingido o nivel máximo que a escola tem. Fiquei toda feliz e já estava pensando onde iria estudar no semestre que vem.
Acontece que o linc onde eu estudo é super pequeno e eles precisam ter alunos pra continuar funcionando (palavras da professora).
Esta semana eu faltei dois dias porque a Luisa estava com febre e qual não foi minha surpresa quando cheguei lá ontem e a professora disse que eu ia ter que fazer o meu nivel outra vez porque eu ainda não estava pronta!!! Então eu fiquei sabendo que alguns alunos vão mudar de escola por vários motivos e fiquei pensando se ela não ficou com medo de não ter alunos em numero suficiente o semestre que vem.
Não preciso dizer que fiquei furiosa e desestimulada porque nesta escola não tem nenhum tipo de conversação. As aulas são maravilhosas, mas só temos gramática o tempo todo. Fiquei imaginando passar …

Perdeu? Vai pegar no achados e perdidos!

Todo santo dia o Eduardo esquece alguma coisa na escola. Ou deixa as luvas, ou o gorro, o warmer neck, a lancheira... Esta semana, como estava muito frio ele foi com a bota para neve e levou um tenis pra trocar quando estivesse dentro da escola. Na saída ele esqueceu o tenis na escola, é claro.
Acostumado com isso, todo santo dia o Sergio faz uma varredura nas coisas dele e os dois voltam pra buscar o que o Edu perdeu. Qd eu vou busca-lo nem olho porque já sei que no dia seguinte vai estar tudo direitinho na caixa de achados e perdidos. E nunca sumiu nada!!! Sempre encontramos todos os itens na caixa no dia seguinte.
Outra coisa super interessante é quando tem alguma comemoração na escola no inverno. Todo mundo vai chegando e deixando os casacos, luvas, gorros, cachecois... nos cabideiros da escola. Sempre tem cabide suficiente pra todo mundo e ninguém mexe em nada. Quando vc chega pra pegar suas coisas, está tudo lá como vc deixou.
Na primeira vez eu achei bem estranho e fiquei segurand…

Agradecimento rapidinho

Quero agradecer, de coração, todo o carinho que vcs têm em relação a mim e à minha família. Este apoio nos ajuda muito em todos os desafios que temos passado.

Não que esteja sofrido ou dificil, mas não deixam de ser desafios e apoio sempre é bem vindo.

Sempre que eu escrevo sobre as crianças no blog eu conto a eles o que escrevi e leio os comentários. A Luisa nao entende muito, rs. mas os dois maiores adoram e ficam envaidecidos com as palavras de carinho de todos.

Obrigada por passarem aqui.

PS: eu acompanho vários blogs (todos os que estão aqui ao lado) e já vi coisas horrorosas que as pessoas escrevem por ai como anônimo. Me sinto privilegiada por ter tanta gente legal passando por aqui e não ter que aguentar chateação.

PS2: Eu costumo comentar muito. Sempre que tenho tempo deixo alguma coisa nos blogs, mas tem uns blogs que são complicados, né? São tantas etapas para comentar que as vezes eu acabo desistindo, rs. Eu entendo que tem muita gente chata por ai e que temos que ter alguns c…

LINKS SOBRE O CANADÁ

Parabens Eduardo

E o Eduardo está completando mais um ano de vida: 6 aninhos!!!
Este está sendo o seu primeiro aniversário aqui no Canadá. Ele passou o ano inteiro perguntando se ia nevar no aniversário dele. Apesar da previsão de neve para hj, tivemos um dia chuvoso, mais parecendo o inverno de São Paulo. Infelizmente não pudemos fazer muita coisa porque todo mundo está meio gripado por aqui, mas ele está super feliz com o presente que ganhou: uma grua mais alta que ele, rs. As meninas também gostaram do presente e todo mundo se divertiu muito e brigou muito também, o dia todo.

Este ano foi muito intenso e de muitas mudanças na vida do Edu. Ele teve que enfrentar a mudança da lingua, do país, deixar os amigos e familiares e ter que recomeçar do zero o seu próprio network. Imagino que tenha sido dificil a princípio mas ele encarou tudo com tranquilidade e já está perfeitamente adaptado.
Como fala muito durante o sono, já deu pra perceber que ele sonha sempre em inglês e também já começou a corrigir minh…

Criança sem manual

"A maternidade é maravilhosa"; toda mãe diz isso. Mas o que muitos não sabem é que aquele bebezinho lindo e cheiroso não tem manual de instruções e vamos aprendendo a lidar com os problemas conforme eles vão aparecendo. Não pense também que o manual o filho mais velho pode ser reutilizado. O que vale pra um geralmente não tem efeito sobre o outro.
O Eduardo e a Helena, apesar de serem super arteiros na vida domésticas e brigarem muito entre si, na vida social são dois anjos. Nunca recebi uma única reclamação deles em nenhum lugar por onde passaram. Geralmente são super generosos e as vezes eu os considero até meio bobinhos porque nao gostam de arrumar encrenca com outras crianças.

A Luísa em compensação sempre foi muito mais "determinada", digamos assim. Desde muito pequena sempre "chegava chegando", como eu gosto de dizer e se fazia presente. Mas nunca foi uma criança agressiva.

Após alguns meses no Canadá eu percebi que ela estava um pouco mais agressiva e…

Quarto iluminado

Esta madrugada, estava eu dormindo e sonhando, quando de repente abro os olhos e percebo que o quarto estava muito mais claro que de costume. Olho no relógio: 3:30 da manhã. Levanto correndo e olho pela janela...

... Sim, tinha nevado e tudo estava branquinho no fundo do quintal. Me levantei e corri para a sala para ver a frente da nossa casa e não consegui dormir mais. Estava super ansiosa para ver a carinha das crianças pela manhã.

O Eduardo foi o primeiro a acordar e ficou um bom tempo olhando pela janela. E então disse:

- Mamãe, eu nunca vi nada tão lindo assim! Vamos chamar as meninas pra ver?

Corremos para o quarto delas e mesmo sem ter visto nada elas já se levantaram gritando:

- Neve! Neve! Neve!

Elas ficaram um tempão batendo palmas quando viram, rs. E todo mundo querendo colocar o casaco pra sair lá fora.

Enquanto isso, Sergio, o corajoso, estava lá fora tirando a neve do carro!!!

Pra variar, o pessoal mais antigo reclamou muito porque a neve que caiu não é boa, não dá pra fazer bon…

Usar celular ao volante pode?

Eu recebi um comentário interessante do "Pê" e não consegui entrar em contato com ele pra responder, mas de qualquer forma eu acho que vai ser bem valido.
O Pê comentou o seguinte: "Pois é, países de primeiro mundo também apresentam seus contrastes. E a paranóia a respeito dos cadeirões de carro pra criança? No entanto, falar ao celular ou mandar mensagens de texto dirigindo não é crime.
(Eu também sou neurótica com os cadeirões. Acho uma irresponsabilidade sem tamanho andar com a criança solta no carro. Nem mesmo no colo da mãe a criança está tão protegida quanto no cadeirão porque no momento de uma colisão a mãe pode sufocar a criança ou quebrar o seu pescoço, ou deixar a criança escapar e sair voando. É impossível pensar o que fazer no momento de uma colisão que é totalmente inesperada; sem contar que nunca temos como saber qual será a nossa reação neste segundo).
Se por um lado o Canadá é neurótico mesmo com esta história de cadeirão, por outro os canadenses podem fal…

Entre dois amores

Eu confesso que nunca fui fã da Ivete Sangalo. Não que eu não goste dela, mas não é o tipo de música que eu gosto de ouvir no dia a dia. Ainda assim, conheço quase todas as músicas porque ela é "arroz de festa" na TV, né? De qualquer forma eu fiquei super feliz quando ela engravidou porque perder um bebê é terrível e eu ficava imaginando o quanto ela não estaria chateada.


Hoje, eu confesso, que me emocionei bastante com a entrevista que ela deu ao Fantástico e minha admiração por ela aumentou muito.

Eu sempre questiono um pouco esta preocupação que as "famosas" têm de aparecer na TV magrinhas 1 mês depois do filho nascer. Ultimamente esta historia virou quase uma competição e as vezes parece que as mulheres se preocupam mais em perder peso e deixar a barriga retinha do que em cuidar dos seus filhos e viverem a maternidade.


Não estou dizendo que as mulheres devem se descuidar, relaxar e aceitar a barriguinha saliente. Mas acho que o corpo precisa de um tempo pra se re…

Diferenças culturais

Eu já comentei aqui sobre a neurose coletiva que temos no Canadá em relação aos nuts. Conforme o tempo vai passando nós vamos nos acostumando um pouco com esta história porque ela passa a fazer parte do nosso dia a dia.
No supermercado eu tenho que ficar sempre de olho em tudo o que compro para as crianças levarem de lanche na escola porque na dúvida eles simplesmente deixam a criança sem o lanche e me esperam na porta para conversar, rs.
Mas o negócio é serio mesmo porque são muitos os casos de choque anafilático decorrente de um contato mínimo com os perigosos nuts. Segundo já me disseram, algumas pessoas têm alergia até do cheiro (???). Um caso que ficou conhecido por aqui foi o de Sabrina Shannon (a menina da foto) que tinha uma forte alergia a vários tipos de alimentos, dentre eles nuts e derivados do leite. Após comer batata frita na lachonete da escola, morreu de choque anafilático.
Em 2005 foi aprovada, na província de Ontário, a Lei Sabrina que dentre outras coisas permite que u…