Skip to main content

Aprendam comigo!!!!




Por que deixar para amanhã o que se pode fazer hoje??? É o que eu me pergunto agora, mas não pensei nisto há quase um ano atrás!

Logo que chegamos por aqui, o Sergio começou a pensar em tirar sua carteira de motorista e em maio já estava com a G Full em mãos. Apesar da insistência dele, eu fui protelando, protelando, esperando e só em julho resolvi fazer o teste escrito.

Passei e já agendamos o teste para final de agosto. Pois vcs acreditam que 2 (dois) dias antes do meu teste os examinadores entraram em greve e a greve só acabou no dia 4 de janeiro??? Por sorte o meu instrutor foi reagendando o meu teste e agora, que a greve acabou, eu consegui fazer o teste hoje (dia 26). E justamente hoje amanheceu nevando!

Até ontem à noite eu estava bem calma (ou pensava estar, rs) porque sonhei que a Gloria Peres (a autora de novela, sabe?) ia ser a minha examinadora, rs!!! E no sonho eu fazia uns testes muito esquisitos para os quais eu não tinha treinado, rs.

Mas hj de manhã, depois deste sonho idiota e de ver a neve caindo lá fora, eu fiquei muito nervosa. Tive até uma crise de choro antes de sair de casa, rs e achei que existia uma possibilidade de ser reprovada e ter que continuar no banco do passageiro.

O problema é que o Sergio está fazendo um curso full time e eu tenho que levar o Edu na escola, alem de ter que ir para minha escola de inglês dirigindo também. Sem contar que estou presa ao Sergio o tempo todo e dependendo dele pra tudo.

As 9:30 meu instrutor me pegou aqui em casa e ficamos treinando o caminho várias vezes até as 11:15, quando começou meu teste. A grande vantagem é que o percurso todo é aqui pertinho de casa e são ruas que a gente pega quase todo dia. Até o Sergio ficou surpreso em como ele estava perto da nossa atual casa quando fez a prova (qd ele fez nós ainda morávamos em Mississauga).

 Logo de saída eu vi uma outra moça na minha frente cometendo alguns errinhos: ela saiu com o carro engasgando e parou em cima da passagem de pedestre. Acabou sendo bom porque eu prestei super atenção nisso e fiz tudo direitinho (eu acho). Mais pra frente eu a vi novamente e ela ficou indecisa em uma intersecção e acabou parando no meio da rua e fez todo mundo parar também. Foi a maior confusão, todo mundo businando e eu fiquei tão nervosa que parei no farol verde pra ter certeza que não vinha ninguem, rs. Então fomos para a Highway e foi muito bom (modestia à parte): eu consegui entrar na velocidade correta e não encontrei ninguem para me atrapalhar nas mudanças de faixa, nem acreditei que fiz tudo direitinho! No final fiz o paralel parking com tanta precisão que quando puxei o freio de mão não conseguia parar de tremer e até pedi desculpas para o examinador porque precisei de uns 2 segundo para respirar, rs. E nesta hora eu senti que realmente estava aprovada. Dali voltamos para o local de início e tudo deu certo.

O cara foi super simpático comigo, me disse que eu não precisava ficar nervosa porque era apenas um test e eu sabia o que tinha que fazer. E no final, antes de descer ele me perguntou porque eu não passei no farol verde, rs. Eu expliquei que fiquei nervosa por causa da moça, ele me deu a mão e me deu os parabens!!!

O problema é que eu só acreditei mesmo quando o instrutor leu pra mim, rs. E corremos para pegar a minha carteira provisória. Neste nervosismo todo eu nem me lembrei de colocar o casaco quando sai do carro e nem senti frio.

PS: Agora cuidado: que já estou habilitada para andar pelas ruas e highways do Canadá e vc pode encontrar com esta doida aqui a qualquer momento!!!