Skip to main content

Fim de Ano

Eu ainda estranho um pouco esta história das aulas terminarem no meio do ano. Pra quem não sabe, o ano letivo aqui no Canadá começa em setembro e termina em junho. O mais engraçado é a professora dizendo:

- No ano que vem blá blá blá...

Mas ela está se referindo a setembro e as vezes eu fico com aquela cara de ponto de interrogação, rs.

Bem, o saldo este ano nesta área foi 10. O Eduardo se adaptou super bem à escola, todo mundo o conhece e o desenvolvimento dele foi maravilhoso. É bem verdade que ele ainda é um pouco imaturo e na minha opinião o senior kindergarten teria sido mais adequado a ele do que o grade 1. Como ele nasceu no dia 14 de dezembro de 2003, foi para o grade 1. Se tivesse nascido dia primeiro de janeiro de 2004, teria feito o senior kindergaten. Foram apenas 15 dias que o fizeram ir para um ano à frente. E para completar, a questão da lingua que dificulta tudo.

De repente, ele foi colocado em um ambiente em que se fala outra lingua e, alem de ter que aprender a falar, teve também que aprender a ler e escrever nesta outra lingua. E mais, esquecer o que já tinha aprendido antes em portugues porque a lógica é bem diferente, rs. E pra minha surpresa, ele tirou tudo de letra, sem estress, se divertindo e achando tudo muito legal.

A escola teve uma participação importantíssima nisso tudo. Além de ter um acompanhamento por uma professora de ESL (english as a second language), o Edu ainda participou de um programa chamado Reading Recovery. Apesar deste programa ser indicado para crianças que tenham dificuldade em leitura e redação, a professora do Eduardo o indicou para participar e foi maravilhoso. Por coincidencia, a professora do Reading Recover fala um pouco de portugues e pode ajuda-lo em algumas palavras que ele não entendia o significado, rs. Todos os dias ele tinha 30 minutos de aula particular com ela e trazia algumas atividades para fazer em casa. A participação dos pais neste programa é fundamental, porque precisamos auxiliá-los nas atividades que eles trazem pra casa.

Uma coisa que descobri foi que meu sotaque ou pronuncia errada não atrapalham em nada o aprendizado do inglês das crianças. Ao contrário, eles aprendem a falar corretamente a ainda me corrigem, rs.

A diretora da escola é super acessível, aliás, ela é a primeira pessoa que vc encontra quando entra na escola. Para os pais dos alunos, não precisa marcar horário, preencher formulário ou ficar sentado na ante-sala duas horas para conseguir conversar com a acessora da diretoria, rs. A porta da Principal, está sempre aberta e eu posso ir falar com ela quando quiser e, sem marcar. Todos os funcionários sempre foram muito disponíveis, atenciosos, preocupados com o bem estar do Edu e o nosso. Dentro daquela escola nos sentimos sempre em casa.

Aqui eles levam ao pé da letra esta história de escola pública. É de graça mesmo!!!, rs. Vcs não imaginam a quantidade de material que o Eduardo usou na escola neste ano letivo. Não tenho mais onde colocar tantas atividades que ele fez na escola e em nenhum momento me pediram nada. Não tem aquela história de 500 folhas de sulfite que se entrega nas escolas brasileiras e nunca se entende em que foram usadas, rs. Na antiga escola do Edu, até copo para as crianças beberem água eu tinha que mandar (500 pra ser bem exata, e haja sede,rs). È contra lei, eu não era obrigada a levar, mas se vc não leva seu filho pode sofrer constrangimentos na escola.

E se por um lado é tudo muito simples, sem ostentação nenhuma, por outro é tudo de muita qualidade.

As crianças levam pra casa 1 livro de classe todo dia e vão à biblioteca uma vez por semana, onde podem pegar até 3 livros que ficarão a semana inteira em casa. Somado aos livros que temos aqui, foram muitas e muitas leituras, muitas histórias, muito tempo de dedicação dos pais.

E é isso: a escola aqui exige muita participação da família na vida escolar. Sem contar as dezenas de atividades organizadas pela escola em que eles pedem voluntariado. Sim, voluntariado é super importante também e a escola está sempre pedindo.

Também fizeram varios passeios, mas nada de onibus de excursão super luxuosos e convites caríssimos. Os passeios são feitos com os onibus escolares (aqueles amarelinhos de filme americano) e não custam mais do que 5 dolares. Foram varias oportunidades de conhecer lugares diferentes e com preços acessíveis a todos os alunos. Sem contar que sempre tem algum tipo de subsidio para aqueles alunos mais carentes.

Enfim, o ano letivo terminou e agora vamos começar a nos preparar para as mudanças. E quantas mudanças, rs.

Em setembro teremos Eduardo no grade 2, Helena no junior
kindergarten, Luísa Elena (minha filhinha alemã) no grade 11, casa nova e tudo acontecendo ao mesmo tempo. Já estou pensando em mudar o nome do blog para Paulatinamente, quem sabe as coisas não passam a acontecer uma de cada vez, rs.