Skip to main content

Posts

Showing posts from July, 2010

xixi na plantinha

Primeiro Gisele Bundchen faz campanha em rede nacional para as pessoas fazerem xixi no chuveiro durante o banho. Eu achei a idéia boa. A nossa urina é estéril (ou seja, livre de bactérias), é muito solúvel em água, não tem gorduras ou outras substâncias que possam aderir à parede ou ao chão, então não vejo problemas nas crianças fazerem xixi na banheira (aberta, é claro). E não resta dúvidas de que a descarga desperdiça muita água, em especial para quem tem criança pequena saindo das fraldas e que toda hora precisa fazer um xixizinho.

Agora eu vejo  no Toronto Star uma reportagem falando de vários "jardineiros" e agricultores da Província de Ontário que estão aderindo ao uso de urina humana em suas plantinhas. Parece que na região de Oregon e Chicago, além da Finlândia e Suécia, muita gente já aderiu. Eles adicionam a urina aos fertilizantes.

Acho interessante a idéia porque não resta dúvidas de que a nossa urina é um excelente concentrado de nitrogênio. E tem várias outras va…

Visitas indesejadas, rs

Verão e mudança de casa combinam com visitas, muitas visitas...


visitas 1- tem muita gente vindo aqui para conhecer a casa, interessados em alugá-la. No sábado, o dono da casa me ligou 15 minutos antes da pessoa chegar!!! Eu fiquei meio brava porque não gosto que as pessoas cheguem sem eu ter tempo de verificar se tudo está em ordem...

No domingo, o dono me ligou o dia inteiro, mas eu estava no High Park e só vi no final da tarde. Ele queria levar uma família lá, pra conhecer a casa, mas eu pedi pra marcar outro dia e me avisar com pelo menos duas horas de antescedência. Imaginem que eu levantei cedo pra preparar alguma coisa pra levar no picnic e acabei deixando a casa meio desorganizada. E não acho justo ter que voltar de um passeio pra mostrar a casa, né?
Então eu combinei com a esposa dele que eles vão me ligar antes e deixar tudo marcado. Até porque, não sei se é uma boa propaganda da casa as camas estarem desfeitas ou o chão cheio de brinquedos espalhados. No resto, eu tento ajuda…

Readaptar-se

Agora que o maridinho está trabalhando tudo parece estar entrando na rotina novamente. Aquela rotina que tínhamos no Brasil: ele saia cedinho para o trabalho, eu ficava com as crianças, a casa e os pagamentos e esperando a hora dele voltar para fazermos algo juntos.

Mas, por incrível que pareça, estou tendo que me readaptar àquela rotina tão conhecida minha porque foram mais ou menos uns 16 meses de convívio constante, sempre juntos, fazendo tudo juntos ou se falando o tempo todo pelo celular.

Passávamos nossos dias fazendo milhões de coisas e sempre conversando muito, fazendo planos, montando estratégias, discutindo e brigando também, rs.

Para as crianças também está sendo dificil porque estão mais do que acostumados em acordar de manhã e encontrar o papai ajudando a mamãe. Sem contar que o trabalho que antes fazíamos em dois, agora estou fazendo sozinha durante o dia e acabo demorando mais.

Tenho sentido saudades de uma situação que antes eu achava incômoda: vai entender, rs. Mas o sald…

Bom senso

Quando eu comecei minhas pesquisas sobre imigração eu encontrei vários blogs de pessoas que já moravam por aqui. Uma coisa que percebi foi que muitos deles tinham frases do tipo: "este não é um blog pra falar sobre imigração."

Enquanto eu era uma aspirante a imigrante, pra ser sincera, eu cheguei até a me ofender com aquela falta de disponibilidade das pessoas em ajudar os outros, mas mordi a lingua varias vezes tão logo cheguei ao Canadá.

Nestes 1 ano e 4 meses, eu já recebi centenas de e-mails e comentários de pessoas interessadas no Canadá. As pessoas perguntam de tudo, absolutamente tudo, rs. Na maioria das vezes eu respondo longos e-mails explicando o pouco que sei, mas sempre passo os links para que as pessoas peguem as informações na fonte oficial.

O problema é que algumas pessoas querem apenas matar a curiosidade e têm preguiça de ler o blog ou procurar nos sites oficiais; e logicamente que receber um e-mail resumão é muito mais prático, rs. E então saem por aí mandando…

Casa

Eu sempre morei em casa e adoro. Minha única experiência em apartamento foi nos 3 primeiros meses de Canadá e eu detestei. Não que tenha acontecido algo ruim, mas talvez por falta de costume ou por todo o processo de adaptação, eu não gostava.

Pra mim, era uma dificuldade chegar com as compras e ter que ir buscar um carrinho para carregar tudo, esperar elevador e ficar naquela angústia toda vez que o alarme de incendio tocava (e tocava muito!!!). Sem contar que muitas e muitas vezes, Já estávamos todos no carro e eu me lembrava de algo que tinha que levar: toca esperar elevador, andar até o apartamento (o último do andar, é claro!) e depois voltar, esperar elevador e tudo o mais.

Mas de uma maneira geral, no Brasil, muita gente prefere morar em apartamento por causa da segurança e se acostuma tanto com tudo isso, que não vê problema. Pra quem mora em casa resta ter muros altos, grades, portões com cadeados, alarme, cameras, cerca elétrica, etc, etc, etc.


Aqui em Toronto e região a cois…

Diferenças culturais: depilação masculina

Morar em um país como o Canadá é sempre muito interessante. Além da cultura canadense, ainda temos dezenas de outras culturas influenciando o nosso dia a dia o tempo todo.

Hoje conversando com meus vizinhos costa riquenhos, descobri que muitos homens na Costa Rica costumam depilar o corpo. Pra minha amiga, este é um hábito de higiene e ela não gosta de homens com pelos nas axilas ou no peito. O marido dela depila inclusive as pernas...

Eu já vi vários atletas brasileiros que depilam os pelos do corpo, mas sempre pensando em melhorar o desempenho em alguma coisa, mas acho que não gostaria que o Sergio se depilasse todo. Os pêlos do corpo dele não me incomodam nem um pouco, com exceção da barba, rs.

Agora eu quero saber: o que vcs, homens e mulheres, acham desta idéia dos homens depilando as pernas, axilas, peito, fazendo a sombrancelha, etc, etc, etc...

PS: Já na direção oposta, fiz natação com uma moça do Sri Lanka que não depilava nada!!! E muitas mulheres européias também não se preocup…

Pra completar a fase pé no chão...

Em um momento em que estamos falando e comentando tanto sobre as dificuldades no Canadá, eis que o Sergio conseguiu seu primeiro emprego por aqui.


Mesmo com todos os cursos que fez, todas as horas de estudo, todos os curriculos mandados, todos os kilometros percorridos, rs, ele enfim conseguiu uma primeira oportunidade por aqui.


No início, estávamos seletivos: só mandávamos curriculos para as posições que se encaixassem perfeitamente à experiencia dele. Após os primeiro mês, a exigencia começou a diminuir, e foi diminuindo, diminuindo, diminuindo...


Como gostamos de trabalhar com metas, nós decidimos que o mês de julho seria o nosso limite. Se até julho não conseguissemos nada na área, ou eu iria trabalhar ou iríamos para o survival.


Julho chegou, sentamos e decidimos que eu vou esperar mais um pouco por causa das crianças e ele começou a tentar o survival. Ainda assim, não foi tarefa fácil. Não sabemos mentir, logo, ou ele é overqualified (tem mais qualificação do que a função exige) ou …

Open house

Depois de muitas emoções aqui na "casa do polones", enfim está chegando a hora de dizer adeus. Compramos nossa primeira casa aqui no Canadá e estamos super felizes. Tudo bem que agora temos uma grande dívida para pagar, mas pelo menos sabemos que nosso dinheiro está indo para algo nosso.


Apesar de ser um processo um tanto estressante, também foi muito divertido. Vimos e conhecemos vários lugares diferentes, várias casas e posso dizer que quase me convenci que existem fantasmas por ai, rs. Mas mesmo as casas mais "toscas" que visitamos valeram a pena.


As chamadas open house (casa aberta) são muito legais. Nos finais de semana tem milhares de casas à venda que ficam abertas para se visitar. Os donos da casa saem por um período, geralmente das 2 às 4 da tarde, e fica um corretor recebendo quem queira ver a casa. O engraçado é que estes corretores geralmente deixam os visitantes andando pela casa sozinhos, sem nenhum controle. Eu já vi um monte de gente abrindo armários…

Cabeça quente

Tenho andado de cabeça quante nos últimos dias, mas infelizmente não é só a cabeça: está tudo pegando fogo com este calor, rs. E é um calor diferente, que em São Paulo não costuma ter. Eu diria que isto aqui está bem parecido com São José do Rio Preto... é uma sensação de sufocamento, moleza, mal estar.


A sensação térmica tem chegado a mais de 40 graus, mas li hj no jornal que no sol está muito pior. Pra completar, minha casa não tem ar condicionado. É até interessante esta história. Quando estávamos procurando casa para alugar em maio do ano passado não passou pela nossa cabeça que ar condicionado por aqui pudesse ser algo importante. Quem chega de um país "tropical" e que nunca teve (e detestava) ar condicionado acha que nas terras geladas do Canadá, o verão vá ser uma benção e quanto mais quente melhor!!!


Mas a realidade é bem diferente e este calor excessivo é muito perigosos, em especial para as crianças. Ontem a Luisa estava em estado "febril" com pouco mais de…

Mundo Moderno

A Paula é uma moça do Uruguai que mora aqui, em um dos basements da minha casa. Temos saído muito juntas e as crianças ficam super à vontade com ela. Mas não é pra menos porque ela e o outro casal que mora aqui também, fazem tudo o que eles querem.

Esses dias, ela deixou o Eduardo ficar tirando fotos com o celular dele. Eu avisei varias vezes pra tomar cuidado porque eles mexem em tudo, mas ela não me deu ouvidos, rs.

Alguns dias depois ela me contou que não sabe o que o Edu fez, mas ele conseguiu colocar as fotos que ele tirou no Facebook dela, rs. Espero que tenha sido somente no Facebook...

Eu avisei!!!

Eu estou louca...

... ou o Paul Mccartney está parecido com o Kaká neste video??? Bom, quer dizer, e o Kaká se parece com o Paul?

Luísa indo pro céu

Sergio trabalhando no quarto, Luísa entra e diz:


- Papai, morri!!!!


- Ãhhh!!??


Correu até a porta, deu um tchauzinho e finalizou:


- Tô info pro ceú, tá?


-Ãhhh!!??