Skip to main content

Bom senso

Quando eu comecei minhas pesquisas sobre imigração eu encontrei vários blogs de pessoas que já moravam por aqui. Uma coisa que percebi foi que muitos deles tinham frases do tipo: "este não é um blog pra falar sobre imigração."

Enquanto eu era uma aspirante a imigrante, pra ser sincera, eu cheguei até a me ofender com aquela falta de disponibilidade das pessoas em ajudar os outros, mas mordi a lingua varias vezes tão logo cheguei ao Canadá.

Nestes 1 ano e 4 meses, eu já recebi centenas de e-mails e comentários de pessoas interessadas no Canadá. As pessoas perguntam de tudo, absolutamente tudo, rs. Na maioria das vezes eu respondo longos e-mails explicando o pouco que sei, mas sempre passo os links para que as pessoas peguem as informações na fonte oficial.

O problema é que algumas pessoas querem apenas matar a curiosidade e têm preguiça de ler o blog ou procurar nos sites oficiais; e logicamente que receber um e-mail resumão é muito mais prático, rs. E então saem por aí mandando perguntas gerais pra receber o maior número de informações possiveis e só. Muitas vezes nem um e-mail de agradecimento mandam.

No início eu perdia o maior tempão com estes e-mails. Mandava todas as informações que eu sabia, pesquisava coisas de interesse da pessoa, mandava todos os links e sites que eu conhecia sobre o assunto, indicava blogs que eu conhecia, posts que havia lido, enfim, mandava informações super completas.

Mas infelizmente, da mesma forma que muitos outros imigrados que conheci por aqui, eu ando um pouco cansada desta história. Ainda respondo todos os e-mails, mas descobri que as pessoas realmente interessadas em imigrar correm atrás. Os blogs são um auxílio, um divertimento, uma idéia de como as coisas podem ser, mas as pessoas que realmente estão prontas, procuram informações no lugar certo: o site de imigração.

Hoje em dia eu analiso melhor os e-mails antes de responde-los. Há alguns meses atrás, alguem me perguntou sobre as escolas por aqui. Esta pessoas morava nos EUA e estava se mudando para o Canadá. Escrevi tudo o que eu sabia com o maior prazer e espero te-los ajudado.

Certa vez alguem me escreveu dizendo que tinha acabado de ir a uma palestra sobre o Quebec e queria saber como eu vim pra Toronto. Eu expliquei sobre o processo federal, que depois descobri que a pessoa desconhecia e passei todos os links, acho que ajudei.

Então recebi um e-mail de uma farmacêutica que está interessada em imigrar. Ela ficou toda feliz quando me encontrou e me fez varias perguntas sobre a profissão. Eu infelizmente não pude ajuda-la muito porque não estou interessada nisso neste momento e nem sei se vou querer continuar na área. Mas ela não desistiu e me mandou outro e-mail com mais milhões de perguntas sobre a área, mesmo eu tendo dito que não estava pesquisando sobre o assunto e finalizou assim:

- Quando vc tiver informações sobre mudanças na nossa profissão, vai me avisando, tá?

Então tá: já estou montando um jornalzinho sobre todas as atualizações na área de farmácia. Em breve estaremos extendendo os nossos serviços para outras áreas da saúde.

PS: Eu achei o máximo da cara de pau, uma fulana que escreveu para uma família que estava retornando para o Brasil. Eles escreveram um post de despedida no blog contando que estavam embarcando para a terrinha em poucos dias e nos comentários, a fulana tenta tirar a última gota enquanto ele ainda estava por aqui: "gostaria de ter mais informações sobre o Canadá, se vc puder me passar."

Depois a gente fica de saco cheio e o povo fala que ficamos metidos porque fomos pro Canadá. Não é facil!!!