Skip to main content

Como antigamente

As vezes, ou melhor, muitas vezes, eu sinto como se tivesse voltado à minha infância. Esta tranquilidade e simplicidade que as vezes encontro aqui no Canadá me lembra o Brasil dos anos 70. É bem verdade que a lógica deles nem sempre é simples aos meus olhos, mas nada que com um pouco de paciencia a gente não consiga entender.

Como o horário da escola aqui e´semi integral ( da 9 até as 3 da tarde) eu ainda não tinha conseguido me organizar com a alimentação do Edu. É bem verdade que meu filho querido é meio chatinho na hora da comida e esta história de lanche tem me dado muito trabalho.

O Eduardo não gosta de pão no almoço, a menos que seja torrado. Mas o pão torrado tem que estar quentinho senão ele não come. Ele gosta mesmo é de comida de verdade: arroz, carne, salada... mas a comida tambem tem que estar quentinha, senão ele não come. As minhas  manhãs se tornaram entao super trabalhosas tentando convence-lo a levar alguma  que realmente alimente na lancheira.

Uma opção seria busca-lo para almoçar em casa todo dia, mas pense comigo: eu levo todo mundo pra escola as 9, pego a Helena as 11, teria que esperar o Edu até as 11:30 e depois retornar para leva-lo as 12:30, sem contar que as 3 teria que ir busca-lo novamente.

Então, descobri que eu posso levar almoço pra ele na escola. Eu deixo o almoço quentinho, entrego na recepção da escola (tem uma mesinha propria pra isso), eles ligam para a classe no horario do almoço avisando as crianças que têm almoço "esperando" na recepção e pronto: ele tem almocinho quentinho e saudável. E eu não tenho trabalho nenhum já que entrego o almoço no horário que vou até a escola pegar a Helena.

Como as escolas aqui em Toronto costumam ser pequenas, fica super fácil porque a maioria dos alunos é conhecida pelo nome, todo mundo sabe quem é quem e nao tem muita confusão.

Já a Luisa Elena pode levar sua "marmitinha" fria mesmo porque na high School tem microondas para esquentar o almoço. Quer coisa mais prática?