Skip to main content

2 anos de Canadá

Pois é, já faz 2 anos que embarcamos nesta aventura!!! As vezes me assusto em como o tempo passa rápido; outras vezes me parece que já faz um século que estamos aqui. Não sei se eu conseguiria contar em 2 anos todas as nossas aventuras em terras canadenses.


As coisas acontecem de forma muito mais intensa quando estamos longe da nossa zona de conforto. Tudo é meio inseguro e incerto; é como nascer novamente e ter que ir desenvolvendo cada habilidade do início. Muitas vezes é meio desgastante e até desanimador porque coisas curriqueiras que fazíamos com o pé nas costas têm que ser reaprendidas.


Sem contar que a lógica é completamente diferente. Precisamos de tempo, paciência e muita determinação para aceitar esta nova lógica e começar a incorporá-la ao nosso dia a dia. E muita coisa eu já incorporei, já faço sem pensar e acho a coisa mais natural do mundo.

Se no início a gente fica sempre comparando o Brasil com o Canadá, ou pensando nas coisas que gostaríamos de ter trazido de lá; agora as comparações são cada vez mais raras e já me viro super bem com o que tenho por aqui. O meu gosto mudou, meu paladar também e talvez as minhas necessidades tenham acompanhado estas mudanças, mas o fato é que sinto falta de poucas coisas. Na verdade, só sinto falta das pessoas e mais nada.

Mas se por um lado eu já me sinto em casa por aqui, por outro lado eu ainda me emociono: choro com as paisagens do outono, choro nos primeiros dias de neve e sei que vou chorar muito quando os primeiros brotos aparecerem nas plantas do meu jardim, porque agora sim, eu posso dizer que este jardim é meu e eu poderei curtir cada brotinho que está prestes a surgir.

Ainda não me cansei de apreciar as paisagens, as mudanças das estações, os guaxinins que tentam virar meu lixo ou os esquilinhos que vêm bater na minha porta pra me lembrar de colocar comida.

Não sei o que o futuro nos reserva mas sei que estou vivendo tudo muito intensamente e a cada dia que passa eu amo mais este país que mudou tanto a minha vida. E aconteça o que acontecer, serei eternamente grata ao Canadá por esta oportunidade única de nascer novamente.

PS: como eu sei que muitos leitores do blog estão sonhando em vir pra cá também e algumas pessoas que me leem moram em outros países eu estou aceitando perguntas sobre a nossa vida aqui. Então, quem tiver alguma dúvida ou curiosidade, a hora é agora, rs.