Skip to main content

Não pode reclamar porque a escolha foi sua

Hoje eu conversei com uma amiga e estávamos falando das dificuldades da imigração. O marido dela fez exatamente o que nós fizemos: largou a zona de conforto dele na Europa e foi para o Brasil começar do zero.  Agora, depois de 7 anos, parece que ele finalmente conseguiu se estabelecer profissionalmente, mas foi difícil.

O interessante dessa conversa foi que as sensações que eles tiveram foram exatamente as mesmas que nós (Sergio e eu) temos em todo nosso processo.

Primeiro sentimos que tem muito mais gente torcendo contra do que a favor. Parece que quando as coisas dão errado, quando temos problemas e nos magoamos com alguma coisa, as pessoas ficam mais felizes. Não sei bem o que acontece mas parece um pouco aquela sensação de: já que eu não posso, não quero que ninguem consiga também.

E uma outra coisa que incomoda muito é o não poder reclamar. Já que fizemos a escolha temos que achar tudo maravilhoso ou sofrer calado, fingindo que está tudo bem. Não tem frase que irrita mais do que "a escolha foi sua, então não pode reclamar".

Eu escolhi sim, e ainda assim me sinto no direito de reclamar, de criticar, de me irritar com algumas coisas e inclusive de dizer que preferia o que eu tinha antes em algumas situações.

Mas voltando à conversa com minha amiga, foi muito bom saber que não são só os brasileiros que pensam e agem assim, rs. Na verdade essa parece ser uma característica da natureza humana e independente de onde nós viemos, o fato é que somos todos muito iguais.

As pessoas que encontramos por aqui, no fundo, são muito parecidas com aquelas que convivíamos lá no Brasil. Existe a união, mas também existe o interesse. Existe a compaixão, mas também existe a inveja. Existem os problemas, mas também existem as aparências. No fundo, é tudo a mesma coisa.  

E então eu fiz uma continha: calculei mais ou menos o número de pessoas que eu conhecia lá  e dividi pelo número de amigos verdadeiros que eu tinha (tenho ainda, que bom!!!). Então peguei o número de pessoas que eu conheço aqui e dividi pelo resultado da continha anterior. Se for proporcional o resultado desta conta me dará o número de amigos verdadeiros que eu deveria esperar encontrar aqui, rs.

Sabe o que deu??? Deu pra perceber que é facil conhecer pessoas, mas fazer amigos de verdade é uma tarefa bem mais complicada. Acho que estou no lucro ou sendo feita de boba, rs rs rs