Skip to main content

Odeio stickers

Eu gostaria de saber quem foi o infeliz que inventou estes malditos stickers (aqueles adesivos com personagens conhecidíssimos das crianças e que elas colam em todo lugar). Aqui no Canadá estas porcarias são uma mania: vc ganha um monte deles nas festas de aniversário, nas festividades da escola, no término das aulas de ginastica, futebol, dança... só a natação se livra dessa febre por motivos obvios.

No início eu achava super legal, super bonitinho aquele adesivo super delicadinho grudado nos pulsos das crianças quando terminavam alguma atividade. Mas minha opinião mudou totalmente!!! Primeiro que alguns destes adesivos se soltam das mãos das crianças tão logo elas ganham e aí começa a choradeira:

- Mamãe, eu perdi meu sticker!!!

E lá vai a mamãe procurar por um sticker minúsculo nos lugares mais estranhos como na grama do parque, embaixo do carro, nos banheiros públicos, no ralinho da pia onde a criança lavou a mão.

Mas quando a cola do negócio é um pouco melhor, não posso dizer que resolve meu problema porque então aquela porcaria vai ser provavelmente colada no meu sofá branco, ou nas paredes da casa toda, ou nas camas, nos pisos da casa inteira ou pior... as crianças deixam cair em qualquer lugar e vc vai andando pela casa e aquela porcaria cola na sola do seu pé.

Ou vc vai em algum lugar e só quando volta pra  casa descobre que tinha um sticker colado no seu bumbum ou no seu cabelo.

E aquelas porcarias cuja cola é muito mais forte que a qualidade do negócio. A figura sai, fica feia, meio rasgada e a droga da cola não solta de jeito nenhum!!!

Um belo dia as crianças ganharam uns destes adesivos com "super bonder". CLARO que eu NÃO tinha idéia de que a cola era deste tipo e deixei as crianças colarem nas frames das camas. Os benditos tinham figuras relativas ao Hockey e o Eduardo amou!!! Eu não me preocupei muito porque já conhecia a falta de qualidade destes stickers e sabia que em dois dias tudo estaria descolando e seria facil convencer as crianças a tirar tudo e colocar no lixo.

Só que os stickers "super bonder" não descolaram em dois dias, nem em 15, nem em 2 anos. Estão lá firmes e fortes e os lugares onde eu tentei tirar à força ficaram sem as figuras mas com a cola!!! Todo dia olho para aquela beleza toda e alimento minha raiva contra estes stickers.

Mas é uma luta em vão: as crianças recebem estes negócios em todo lugar e o máximo que eu posso fazer é convence-los a colar tudo em um caderno. As vezes funciona... mas as vezes eles se esquecem!