Skip to main content

E vc Mari, colocaria na escola particular?

Respondendo a minha perguntinha do post anterior: Se você tivesse muito dinheiro, mas as escolas públicas da sua cidade fossem boas, vc ainda colocaria seus filhos em escola particular? Por que?


Eu colocaria em escola pública se esta fosse de qualidade. Eu gosto deste ambiente diversificado, com todo tipo de gente. Também acho legal as crianças morarem perto dos amigos, estudarem com os filhos dos vizinhos, participarem da vida do bairro.

As escolas que eu conheço em Toronto (2) são ótimas: os professores têm boa formação acadêmica e as escolas têm uma estrutura muito boa para trabalhar com alunos-problema. O ambiente escolar é muito mais relaxado que no Brasil e as crianças se divertem muito por lá. A menos que as coisas mudem muito nos próximos anos, eu nem penso em colocar meus filhos em escola particular.

 Eu não tenho informações precisas sobre as escolas particulares em Ontario, mas até onde eu sei, os alunos destas escolas não fazem nenhuma prova de avaliação como o EQAO. A qualidade é assegurada pela opinião dos pais de alunos. Também não sei qual o controle que o governo tem sobre o que é ensinado: uma escola que ensine criacionismo por exemplo, não serve para meus filhos.

Também não confio na indicação de ninguem. Já vi pais indicando escolas que a meu ver são ruins. As pessoas têm métodos muito subjetivos para avaliar o ensino de uma escola: eu particularmente gosto de coisas mais objetivas.

No Brasil eu jamais colocaria meus filhos em escola publica porque está mais do que provado que o ensino é ruim e que as crianças terminam o segundo grau com grande desvantagem quando comparadas com as crianças que fizeram escola particular.

Em Ontario, até onde eu sei, as crianças que estudam em escola pública terminam o segundo grau preparadas para estudar em qualquer universidade canadense.

As crianças que não têm este preparo, são crianças que apresentavam problemas pessoais fora da escola e teriam os mesmos problemas em qualquer escola. Só não sei o quanto a escola particular daqui investiria em uma criança problemática. No Brasil a gente sabe o que aconteceria!

Respondendo aos comentários:

- Ziza , eu tb concordo com o Sergio quanto aos brasileiros porque é mesmo dificil acreditar que um governo provem educação de qualidade. Mas em Ontario eu diria que dá pra confiar. É claro que quem faz a escola é o aluno, então nos bairros com mais problemas sociais ou cidades com uma população de nivel cultural inferior, a qualidade da escola vai ser pior.

- Claudia, eu entendo a sua revolta, mas pense que se as escolas da região onde vc mora são ruins, provavelmente a população desta região tenha outros problemas. Pense que as crianças que vão nesta escola "ruin" são so seus vizinhos, são as crianças que provavelmente vão abandonar a escola mais cedo e vão ficar vagando pelas ruas e arrumando encrenca.

Antes de chegar em Toronto, nós já tinhamos uma idéia muito bem definida dos lugares onde não queríamos morar. E a primeira coisa que a gente olhava antes de ir visitar uma casa para alugar eram as escolas da região. E uma coisa que eu aprendi aqui, foi que grande parte dos canadenses fazem o mesmo, ainda que não tenham filhos em idade escolar. Em um país onde todo mundo tem mais ou menos as mesmas oportunidades, a qualidade da escola está intimamente ligada ao nivel cutural dos pais e á violencia do bairro. É claro que existem exceções, mas eu optei por não arriscar muito em um país que eu nao conheço.

- Luciana: se eu entendi bem vc esta procurando uma escola que ensine ingles para seu filho. E acho que vc tem razao. Morar no Canadá e nao falar ingles é meio complicado, mesmo que vc passe a vida inteira em Quebec. É uma pena que o Canadá nao seja de verdade bilingue: nós temos duas linguas oficiais mas grande parte da população fala ou uma ou outra.

- Marilia, vc falando da escola da sua filha me vem em mente a escola dos meus filhos. Eles fazem muitas atividades lá, as salas são super pequenas, os professores sao muito dedicados e atenciosos (com algumas exceções, mas que ficou mansinha quando eu reclamei). Eles tem uniforme, que eu acho uma benção de manha, fazem varios tipos de passeios durante o ano, aprendem religiao mas de uma forma livre, sem pressões, sem fanatismo. O problema da escola particular é que não é pra todo mundo, primeiro porque vc tem que pagar, mas tb tem que ser selecionado, tem que responder às expectativas da escola e vai viver em um mundo paralelo como todas as crianças brasileiras vivem. Mas eu entendo o seu problema e te apoio, porque eu não admito gente que reclama e não faz nada para mudar. Para um bom rendimento escolar, as crianças têm que estar felizes e os pais tranquilos.

Mas é isso: eu percebo muita dificuldade dos brasileiros com a escola pública canadense. Acho que nós sofremos muito com as publicas brasileiras e é dificil tirar este trauma.

O sistema canadense não é perfeito e tem varias falhas evidentes. Mas de uma maneira geral funciona super bem, é organizado e meus filhos adoram. Levando em conta que na minha ruaos 4 jovens ( minha rua só tem idosos, rs) que estudaram em escola pública  entraram em boas faculdades (U of T, Ghelph e Queen's), acho que ainda dá pra arriscar, rs.