Skip to main content

Entrevistando o padre

paroquia_hAmsBdvrsUxMXiQJEu sempre frequentei a igreja católica do bairro onde morava: não só ia à missa, mas tb fazia as leituras e muitas vezes fiz o comentário da missa, tomei muito vinho junto com o padre (na celebração), enfim, tenho dezenas de histórias engraçadas que só poderiam acontecer comigo em uma igreja.

No colegial, eu sai de uma escola estadual e fui para uma escola católica. Certa vez, tive que fazer um trabalho de religião para a escola  e fui entrevistar o padre da minha igreja. Ele era um padre polonês, de uns 45 anos na época, super grosso, mas eu gostava muito dele. Não consigo me lembrar qual era o assunto do trabalho, mas eu fiz uma pergunta para o padre e ele ficou furioso!!!

Ele dizia: " mas que escola católica é essa em que vc estuda, que te manda fazer uma pergunta como essas para o padre? Me dê o telefone da sua escola que eu quero conversar com o diretor!!!"

Eu lembro que fiquei apavorada (e eu era ainda mais tímida do que sou hj). Pedi mil desculpas e disse que eu tinha criado as perguntas sozinha (verdade). Foi a maior confusão!!! Ele segurando o meu caderno com as perguntas e sacudindo no ar, como se eu tivesse dito a maior blasfêmia. Eu tinha uns 15 e não conseguia ver problema nenhum nas minhas perguntinhas inocentes, mas acho que foi alí que eu iniciei meu caminho de eternos questionamentos!

Por mais que eu tente me lembrar, não faço a menor idéia do assunto do trabalho e menos ainda qual foi a pergunta terrível que quase acabou com minha vida escolar católica!