Apr 16, 2017

A petista e o médico Cubano

Minha mãe foi no posto de saúde da Prefeitura para uma consulta meio de rotina; nada grave. Como não tinha consulta marcada, ficou esperando pelo encaixe (aquela historia do paciente não ir e eles colocarem outro no lugar). Apesar de ser encaixe, ela queria passar com o médico cubano; que segundo todo o pessoal do bairro, é o melhor médico do mundo!!!

Ela chega bem cedinho e fica esperando o começo dos atendimentos. O médico sai da sala, chama o primeiro paciente, ninguem responde, ele entra na sala dele, sai de novo e chama minha mãe!!! Ponto positivo pro médico cubano.

Ela entra e de cara se apaixona pelo médico: mocinho, bonitinho e super gentil! Ele faz as perguntas e ela fica encantada com o sotaque: ele quase não tem sotaque!!! E escreve no prontuário com uma letra super redondinha, facil de entender e com um português perfeito:

- Nossa, como o senhor escreve bem em portugues.
- Claro, eu sou brasileiro!
- O senhor não é Cubano?

O médico, nascido no Rio Grande do Norte, quase chorou de rir! Ele na verdade estudou em Cuba, mas é brasileiro.

Depois, pediu a lista de remédios que minha mãe toma:
- Eu não tomo remédio doutor!!! (imagino o risinho de orgulho dela. Aos 84 e não toma nenhum remedio regularmente).
- E onde está o seu acompanhante?
- Eu vim sozinha, Doutor.
- A senhora está sem acompanhante?
- Meu marido me trouxe e eu vou ligar para ele vir me buscar quando a consulta acabar. (imagino mais um risinho de orgulho da pessoa).

Se ele conhecesse a figura, saberia que ela aceita a carona, mas não quer saber de ninguem palpitando nas consultas dela!!! É muito independente essa minha mãe! E muito saudável também!