Skip to main content

Como ensinar seu filho a dizer não?

A Helena foi no aniversario da amiga que mora na minha rua. A festa deveria ter terminado as 6:30, mas como a Helena não apareceu em casa as 6:40, eu achei melhor ir busca-la.

Chegamos na casa e nao tinha ninguem, só os cachorros latindo. Demos uma olhada no Backyard e ninguem, liguei para a casa e caiu na secretaria eletrônica.

Liguei para uma outra amiguinha e a mãe disse que a filha estava no aniversário e que eles provavelmente tinham ido comer em algum lugar. Fiquei mais tranquila, mas achei estranho os pais sairem com a minha filha sem avisar. Esperamos mais 1 hora. As 7:40, voltamos na casa da menina e não tinha ninguem.

Meu marido queria chamar a polícia, eu, mais "equilibrada" resolvi pedir conselho para minha vizinha Canadense. A Canadense ficou muito assustada e já estava ligando para uma outra vizinha para ver se ela tinha o celular da mãe da aniversariante, quando o Sergio apareceu dizendo que eles tinham chegado.

Eu conversei com o pai da menina, disse que ficamos muito nervosos, que eles tinham que ter ligado, mas eu sou tonta e não gosto de encrenca... fui super educada.

Voltamos pra casa e a Helena foi contar como foi a festa:

- primeiro eles fizeram algumas atividades no fundo do quintal da casa. Ok

- A segunda atividade foi no backyard da escola, a mais ou menos uns 3km da minha casa. Ok, mas sem me avisar?

- A terceira atividade foi no Shopping Center de Sarnia (15 minutos da minha casa). No shopping, as meninas tinham que cumprir algumas tarefas como pedir autografo para pelo menos 3 pessoas que elas não conhecessem (oi?? e aquela história que eles aprendem na escola de não falar com estranhos?), subir a escada rolante da loja Sears no lado contrario (mas, vc deixa seus filhos fazerem isso? Eu não deixo.)  e ir ate a livraria e procurar algumas informações em uns livros. Nem um pouco OK.

- A ultima etapa de tarefas foi feita em varios restaurantes da cidade, onde eles compravam coisas (como peixe cru, no restaurante japones) e as meninas tinham que comer. Ok pelo peixe cru, mas não gosto da idéia de 10 meninas andando pela cidade, atravessando estacionamentos, entrando e saindo de restaurante... dificil controlar.

- Finalmente jantaram na Pizza Hut e voltaram para casa, tranquilo!

A Helena gostou do aniversário, especialmente porque estava com as amigas, mas ficou muito constrangida em falar com estranhos e levou bronca quando estava subindo a escada rolante ao contrário. Além disso, ela achou que eles tinham me avisado que iriam sair e nem pensou em me ligar. Pra ela, era obvio que os adultos pediriam minha autorização.

Eu me assustei por ela ter feito coisas que jamais faria se eu pedisse. A Helena é a mais certinha dos meus filhos; ela tem uma visão muito rígida do que é certo e errado e, mesmo que eu diga que tudo bem, que ela pode fazer, que eu me responsabilizo, se ela achar que não esta certo, ela não faz. E eu tenho certeza que se ela fez o que os pais da menina mandaram, foi muito mais por timidez do que para aproveitar a ausência dos pais.

Agora eu fico me questionando como ensina-la a dizer não. Como faze-la ficar confortável em discordar, ou se negar a fazer alguma coisa quando pressionada por adultos. Eu de verdade ainda não sei! Mas de certa forma esta experiência nos ajudou a perceber um problema.